Ministério envia 1,3 milhão de CPFs à Caixa para bloqueio por suspeita de fraude

O Ministério da Cidadania enviou à Caixa Econômica Federal 1,3 milhão de números de Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) para bloqueio e realização de uma verificação detalhada por suspeita de fraudes no Auxílio Emergencial.

“Não é possível ainda afirmar que esses CPFs sejam considerados cancelados ou inelegíveis para receber o benefício”, diz o ministério em nota. “Qualquer indício de ilegalidade, em especial na ótica criminal, é imediatamente informado à Polícia Federal e os pagamentos são suspensos”.

O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, já havia afirmado que ‘centenas de milhares’ de contas poupança digital do banco, movimentadas pelo Caixa Tem e usadas para o crédito do Auxílio Emergencial, foram suspensas por suspeita de fraude.

“Todos os bloqueios são suspeita de fraude”, afirmou Guimarães. “Suspendemos centenas de milhares de contas sim, e nesse momento as pessoas podem pedir o desbloqueio”. Ainda segundo Guimarães, o total de contas bloqueadas seria equivalente a cerca de 5% do total de aprovados.

Nesta quarta-feira, 22, no entanto, Guimarães afirmou que 51% das contas bloqueadas pelo banco foram por suspeita de fraude. No caso das demais, houve inconsistência cadastral. As informações são do G1.

 

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje