Marcelo Nilo exibe apoios e conclama PT a desistir de presidência da AL-BA

Candidato a reeleição pela terceira vez para a presidência da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Marcelo Nilo (PDT) afirmou na manhã desta segunda-feira (26) que já tem o apoio de nove partidos para se manter no cargo que ocupa. Além da própria sigla, são eles: PRB, PSL, PSB, PCdoB, PRP, PSD, PV, PP. “Só falta o PT e as oposições”, contabilizou em entrevista ao programa Acorda pra Vida, da Rede Tudo FM. Grande favorito a permanecer como presidente do Legislativo baiano, o pedetista conclamou o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) a desistir da disputa. “ O PT é o maior partido da Bahia; é o partido da presidenta, do governador. O deputado Rosemberg Pinto tem todas as condições de ser presidente da Assembleia, assim como todos os deputados do PT. Mas, nesse momento, os deputados querem um aliado do governador. O presidente é aquele que tem relações”, argumentou. Com pretensões a disputar o governo da Bahia em 2014 e sentado no posto mais alto da AL-BA há três biênios, Nilo disse que só quer permanecer no posto por vontade dos seus pares. “Eu não gostaria de ser presidente mais uma vez. Mas vários deputados da base me procuraram e disseram que, se eu fosse, seria candidato único. E que, se eu não saísse, teríamos três ou quatro candidatos da base”, afirmou. Diante do pedido, o presidente da AL-BA não vacilou, já que, como ele mesmo revelou, “todo político gosta de poder” e “não é verdade que alguém goste de ser oposição”.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje