Junta Administrativa de Recursos de Infrações da SMTT: quase dois anos para julgar um recurso

A Junta Administrativa de Recursos de Infrações (JARI), vinculada à SMTT, está lenta demais no julgamento dos recursos das multas aplicadas aos motoristas.

O Alagoinhas Hoje teve acesso a uma cópia de relatório denominado Sistema de Gerenciamento de Infrações de Trânsito de um proprietário de veículo. Para contestar multas, o motorista deu entrada no pedido à SMTT no dia 11 de Fevereiro de 2010 e a JARI o deferiu em 5 de Dezembro de 2011, quase dois anos depois.

Segundo o motorista que conversou com o Alagoinhas Hoje, a junta, que deveria ser um órgão colegiado, é composta por apenas duas pessoas.

Talvez esteja aí a explicação para a lentidão dos julgamentos dos recursos contra as multas aplicadas pela SMTT.

A fonte disse também que as duas pessoas exercem outras atividades e não se dedicam exclusivamente ao trabalho de avaliação dos recursos interpostos pelos proprietários de veículos

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje