Jovens presos por latrocínio em ônibus já eram investigados pelo GERRC

Allan Denisson Araújo Santana e Rodrigo Campos Papa Sousa, ambos de 19 anos, suspeitos do latrocínio do eletricista Robson Moitinho Lima, ocorrido dentro de um ônibus, no bairro de Paripe na última sexta-feira, 16, foram apresentados à imprensa, na manhã desta quarta-feira, 21, durante coletiva na sede da Polícia Civil, na Piedade.

Segundo a Polícia Civil, a dupla teve o mandado de prisão preventiva cumprido, na terça-feira, 20, por uma equipe do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (GERRC). Allan foi reconhecido por testemunhas, confessou o latrocínio e apontou Rodrigo como comparsa.

De acordo com o órgão, Allan, que recolhia os pertences das vítimas, foi o autor dos disparos. Rodrigo portava um revólver calibre 38 e anunciou o assalto. “Robson teve o celular subtraído, reagiu dando uma “gravata” em Allan, que tomou a arma do comparsa e atirou no eletricista”, explicou o delegado Glauber Uchiyama, coordenador do GERRC.

Rodrigo e Allan, que já eram investigados por outros roubos em coletivos, na região do subúrbio, foram encaminhados para o sistema prisional.

 

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje