Infraestrutura vai liderar aporte de R$ 2,4 tri até 2016, prevê BNDES

Os recursos aplicados em infraestrutura, impulsionados por programas de concessões do governo e pelo Orçamento público, serão os propulsores do investimento de 2013 a 2016 no Brasil, aponta o estudo “Perspectivas do Investimento”, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Investimentos em energia elétrica, rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e saneamento vão crescer à taxa média anual de 6,4%, diz o estudo, alcançando R$ 489 bilhões nesses quatro anos.

Levando em conta os aportes aos demais setores, o investimento deve crescer à taxa média de 5,2% ao ano, totalizando R$ 2,4 trilhões.

O estudo se baseia nos projetos em tramitação no banco, nos anunciados no mercado ou por instituições (projeções setoriais) e também nas consultas das empresas.

De acordo com a direção do banco, são mapeados 66% dos investimentos industriais e 100% dos de infraestrutura, perfazendo 58% da economia. Ficam de fora investimentos imobiliários e financeiros, por exemplo.

Segundo a chefe do departamento de pesquisa e acompanhamento econômico do BNDES, Ana Claudia Alem, os aportes em infraestrutura atuarão como fator multiplicador da indústria, cuja estimativa de crescimento é a menor entre os setores, de 4,1%.

“Temos o PAC [Programa de Aceleração do Crescimento], o programa de investimentos em logística, a Copa do Mundo e a Olimpíada, que, por si só, garantem os investimentos em infraestrutura.”

O professor Luis Braido, da Escola de Economia da FGV (Fundação Getulio Vargas), afirma que as estimativas do banco são otimistas.

“É difícil fazer investimentos de tamanha grandeza quando se tem um sistema com entraves jurídicos, ambientais e de corrupção.”

Para ele, se o governo conseguir realizar os investimentos e induzir a indústria a fazer o mesmo, a economia poderá obter reflexos positivos. “Até agora houve só redução e isenção de impostos, cujos reflexos são temporários.”

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje