Impropriedade vocabular persiste e SECOM precisa de revisor

Demonstrando total desconhecimento das regras de acentuação gráfica, redator da SECOM confunde secretária com secretaria e se trumbica, porque não comunica.

A administração municipal conta com um secretário de Serviços Públicos, o advogado Harnoldo Azi, e não uma secretária como supõe a matéria.

Os erros cometidos ao longo de dois meses do novo mandato do prefeito Paulo Cezar passam dos limites e demonstram que o conteúdo jornalístico é voltado mais para a personificação das matérias do que para a qualidade final dos textos.

Impropriedade vocabular tem sido regra. Falta esmero na construção dos textos. Aparentemente qualquer coisa satisfaz.

O principal chavão do Velho Guerreiro deveria ser o mantra diário da SECOM.

Erros desta natureza expõem uma prefeitura já tão exposta por causas diversas.

Certamente, alguns entendem ser irrelevante confundir dois vocábulos aparentemente iguais – secretária e secretaria -, mas que são completamente diferentes.

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje