Imbassahy é citado em bilhete da Camargo Corrêa, diz site

Cotado para assumir a Secretaria de Governo do presidente Michel Temer (PMDB), o deputado federal baiano Antônio Imbassahy (PSDB) foi citado em anotações de um ex-diretor da Camargo Corrêa apreendidas pela Polícia Federal, segundo informações do site Jota, sobre a época em que foi prefeito de Salvador.

De acordo com a publicação, os registros, feitos de próprio punho por Saulo Thadeu Vasconcelos Catão, indicam que suspeitos de participação em um cartel para a construção do Metrô de Salvador planejavam procurar o tucano para tratar de uma manobra que garantisse às empreiteiras investigadas na Lava Jato a vitória na licitação da obra.

Imbassahy, no entanto, não é investigado pela citação, mas a questão pode ser incluída no recall de delações da Camargo Corrêa, de acordo com investigadores ouvidos pela reportagem. Ainda segundo o Jota, os procuradores citam a referência a Imbassahy, como exemplo, de que o grupo de construtoras que atuou para fraudar a licitação recorreu a manobras para garantir a desclassificação do consórcio Trans Bahia, que era a proposta mais barata.

O Tribunal de Contas da União detectou sobrepreço de pelo menos R$ 166 milhões na obra do metrô de Salvador na época de Imbassahy, e responsabilizou gestores do governo tucano, além de empresas envolvidas na Lava Jato.

 

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje