Greve de trabalhadores de empresas terceirizadas começa a paralisar escolas estaduais em Alagoinhas

A greve dos funcionários da Flex, Delta e LC, empresas contratadas pela Secretaria Estadual de Educação, já começou a criar problemas para o  funcionamento normal das unidades escolares do estado em Alagoinhas.

Sem porteiros, agentes  de limpeza e atendentes, o CETEPA e o Colégio Luiz Navarro Brito já paralisaram parcialmente suas atividades nesta sexta-feira e a tendência é que os problemas se agravem na próxima semana, atingindo todas as unidades, porque os funcionários terceirizados só retornarão ao trabalho quando todas os seus direitos –  salário, vale transporte, tíquete alimentação e assistência médica – forem assegurados pelas direções das três empresas.

Reunidos hoje pela manhã na Câmara de Vereadores aproximadamente 120 trabalhadores das três empresas decidiram manter o movimento grevista até que os salários de Junho sejam pagos integralmente, além do cumprimento de todas as obrigações trabalhistas.

Na próxima segunda-feira, a partir das 8 horas, haverá mais uma assembleia da categoria na Câmara de Vereadores.

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje