Gastos com campanha presidencial ultrapassam R$ 110 milhões

Até o momento, a campanha rumo à presidência da república já custou R$ 112,9 milhões, conforme dados divulgados neste sábado (6) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT) sozinha responde por quase metade dos custos da campanha eleitoral de 2014. A petista já gastou, conforme os dados apresentados ao TSE, R$ 54,1 milhões em sua campanha eleitoral.

O valor equivale a 47% das despesas de todos os candidatos apresentadas até o momento. Esse montante já representa em torno de 30% do que Dilma gastou em 2010 para se eleger. Na época, ela desembolsou R$ 176,5 milhões.

O candidato Aécio Neves (PSDB) já desembolsou, em 2014, R$ 40,4 milhões na corrida presidencial. A candidata Marina Silva (PSB) ainda não apresentou a sua prestação de contas. Todas as despesas da candidata ainda estão em nome do seu antecessor, o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), morto em um acidente de avião ocorrido no dia 13 de agosto deste ano. O PSB já gastou até o momento R$ 17 milhões.

Os demais candidatos à presidência da república tiveram gastos inferiores a R$ 1 milhão. O candidato do PSC, Pastor Everaldo, já desembolsou R$ 556 mil na corrida presidencial. José Maria Eymael, R$ 227 mil e Luciana Genro (Psol), R$ 202 mil. O candidato do PV, Eduardo Jorge, não declarou despesas de campanha na segunda prestação de contas do partido.

Em arrecadações, a presidente Dilma também lidera tendo levantado R$ 123 milhões até o momento. Aécio Neves arrecadou R$ 42,3 milhões e Marina Silva, R$ 19,5 milhões.

Até o momento, na prestação de contas da candidata Marina Silva, não aparece a doação do avião Seneca que matou o ex-governador Eduardo Campos. O comitê do PSB prometia contabilizar a utilização da aeronave na segunda prestação de contas de campanha. Quase 90% das doações encaminhadas ao PSB foram diretamente do comitê nacional financeiro do PSB.

A maior parte das doações da candidata Dilma Rousseff vieram de construtoras. A Andrade Gutierres, sozinha, doou R$ 11 milhões à candidata petista e a OAS, outros R$ 10 milhões. O grupo JBS, dono da marca Friboi, doou R$ 14,5 milhões à petista.

Custos das campanhas dos candidatos:

Dilma Rousseff (PT): R$ 54,1 milhões;

Aécio Neves (PSDB): R$ 40,4 milhões;

Marina Silva (PSB): R$ 17,4 milhões;

Eduardo Jorge (PV): não declarou;

Pastor Everaldo (PSC): R$ 556 mil;

José Maria Eymael (PSDC): R$ 227 mil;

Levy Fidelix (PRTB): R$ 49 mil;

José Maria (PSTU): R$ 122 mil;

Luciana Genro (Psol): R$ 202 mil;

Mauro Iasi (PCB): R$ 24 mil;

Rui Pimenta (PCO): R$ 10 mil.

 

Fonte: iG

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje