Fim de suporte ao Windows XP irá expor usuários e empresas

No dia 8 de abril, a Microsoft deixará de prestar suporte ao Windows XP. Lançado em 2001, o sistema foi um dos mais bem sucedidos da empresa. O fim do suporte implica algumas mudanças. Entre as principais estão: a Microsoft não fornecerá mais ajuda por telefone para usuários do Windows XP e a empresa não irá mais lançar atualizações de segurança corrigindo falhas.

A Microsoft está fazendo uma campanha de alerta sobre o fim do suporte, mas muitos usuários (comerciais e residenciais) ainda usam o sistema. De acordo com a empresa de segurança Kaspersky, 10,8% dos PCs brasileiros ainda utilizam o sistema. A partir do início de abril, portanto, eles estarão desprovidos de auxílio na Microsoft em questões de segurança.

Outro lado também preocupante é de uso do Windows XP em ambiente profissional. O sistema é largamente utilizado em caixas eletrônicos. De acordo com dados da Reuters, no mundo todo, 95% dos caixas eletrônicos rodam o Windows XP. Segundo especialistas, a porcentagem de caixas eletrônicos no Brasil (país com maior número de caixas eletrônicos no mundo, de acordo com o Banco Mundial) que utilizam o sistema não deve fugir disso.

“Tomando como base o número de 100 milhões de computadores, aproximadamente, que existem no Brasil, 10% disso são 10 milhões de computadores. É um número muito grande de máquinas que estarão correndo riscos de segurança a partir de abril”, alerta Fábio Assolini, analista de segurança da karpeskay Lab. “A falta de atualização de segurança para o sistema ajuda a deixar portas abertas para um cybercriminoso”, completa Assolini.

A única maneira de proteger um computador após o fim do suporte é a atualização do Windows para uma versão mais nova. A Microsoft também está fechando contratos de assistência estendida com empresas no mundo todo. “Esse contrato ajuda empresas que estão atrasadas na migração. Mas eles não são sem fim. A duração máxima da assistência é de um ano. E um pré-requisito do contrato é que a empresa tenha um plano de migração em andamento”, diz Fabio Gaspar, gerente de produtos Windows, da Microsoft.

O fim do suporte para Windows XP vem sendo falado pela Microsoft desde 2007. A programação inicial era terminar a assistência em 2009. A empresa prorrogou a data em cinco anos, principalmente por causa do grande uso do sistema. Desta vez, no entanto, não há volta.

Caixas eletrônicos

Com uma base de máquinas de 95% usando o sistema que será deixado sem atualizações de segurança, os caixas eletrônicos são uma grande preocupação.

Com a Microsoft alertando sobre o fim do suporte desde 2007, é difícil ser pego de supetão. “Os bancos estão todos cientes. Conversamos individualmente com todos eles sobre o assunto e eles estão trabalhando a respeito. Alguns estão avançados no processo de migração e modernização e outros estão trabalhando com o contrato temporário de extensão do suporte”, diz Gaspar, da Microsoft.

Pois mais que o assunto pareça perigoso, o consumidor é o último que pode ser afetado nessa questão. “Esse é um problema do banco e não do consumidor. Alguns casos de ataque fazem com que o caixa cuspa todas as cédulas em seu interior. Os ataques não são capazes de roubar dinheiro das contas, apenas roubar o que houver de dinheiro no caixa”, explica Assolini.

Procuradas para comentar o processo de modernização dos caixas eletrônicos, a Federação Brasileira de Banco(FEBRABAN) e a TecBan, empresa que faz gestão de redes bancárias (como os caixas Banco24Horas), optaram por não se manifestar.

Fonte: Exame

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje