Fim de caso

O candidato do PSB, Eduardo Campos, fez as contas e constatou que a aliança de reciprocidade com os tucanos não vale a pena. O PSDB quer o apoio em São Paulo e em Minas Gerais. Os socialistas perguntam: “Qual a contrapartida?”.

Além disso, Campos e sua vice, Marina Silva, concluíram que a situação dos tucanos não é confortável entre os paulistas e os mineiros. Sobre Pernambuco, os socialistas consideram que não há reciprocidade alguma, pois, se os tucanos não fecharem com o PSB, eles não conseguem eleger nenhum deputado federal.

Por isso, no comando de sua campanha, é consenso que essa aliança não traz nenhuma vantagem eleitoral.

 

Fonte: Blog do Noblat

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje