Em seis meses, Aliança pelo Brasil só tem 2,4% de assinaturas válidas

Seis meses depois de ser lançado pelo presidente Jair Bolsonaro, o partido Aliança pelo Brasil só conseguiu validar 2,4% das assinaturas necessárias para ser criado. A informação é da coluna de Guilherme Amado, da revista Época.

Segundo a publicação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já validou 12 mil assinaturas. Para criar uma sigla, são necessários 492 mil apoiamentos.

O Aliança não poderá participar das eleições municipais deste ano, como desejavam os Bolsonaro. O prazo terminou no início de abril.

Na metade dos estados, a legenda não conseguiu validar uma assinatura sequer. Os mais populosos da lista sem apoio à sigla são Pernambuco, Ceará, Pará, Goiás e Espírito Santo.

 

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje