Em depoimento, Moro entregou íntegra de conversa em que Bolsonaro pressiona troca na PF

Em depoimento que durou mais de oito horas na sede da Polícia Federal, em Curitiba, o ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro entregou a íntegra de conversas com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), sobretudo a que ele pressionava por troca na direção da corporação.

Moro prestou depoimento no sábado (2), quando também deixou à disposição da polícia toda a troca de conversa com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), aliada de Bolsonaro que também era amiga de Moro e teria tentado convencer o ex-juiz aceitar a saída de Maurício Valeixo da PF em troca de indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Como exemplo das pressões que disse ter sofrido, Moro relatou no depoimento reuniões com Bolsonaro que contaram com a presença de outros ministros. Após o depoimento, o ex-ministro teve que aguardar os peritos da Polícia Federal acessarem seu aparelho celular.

O aparelho foi espelhado em um HD da PF, e Moro permitiu que os investigadores recuperassem mensagens antigas apagadas por ele, já que não teria arquivado todos os diálogos que teve com Bolsonaro desde o começo o governo.

No depoimento, o ex-ministro manteve as acusações contra o presidente a quem atribuiu uma tentativa de interferência em investigações conduzidas pela PF. Com informações da Folha de S.Paulo.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje