Eleição para diretoria da UAMA será disputada por duas chapas e clima está esquentando

A existência de duas chapas que disputarão no próximo domingo a presidência da União das Associações de Moradores de Alagoinhas (UAMA) é uma novidade e promete esquentar o clima até o dia 7.

Só terão direito a indicar cinco componentes para formarem o colégio eleitoral associações que estiverem em dia com suas obrigações junto à UAMA.

Apenas amanhã será possível saber o quantitativo total de eleitores.

Hoje à noite, na Casa da Cidadania, haverá reunião para discussão e aprovação do regimento do Conselho Deliberativo, que tomará posse com a futura diretoria.

O Alagoinhas Hoje fez contato com o atual presidente, José Raimundo, candidato ao terceiro mandado e o questionou acerca dos motivos de sua candidatura.

Ele disse que embora não quisesse renovar seu mandato, o “grupo” solicitou que ele fosse mais uma vez candidato, desta vez disputando uma eleição. “O ideal seria o consenso, mas como não foi possível  os eleitores decidirão no próximo domingo quem vai dirigir a entidade”, afirmou.

O atual presidente negou que haja componentes políticos nesta eleição, mas admitiu que algumas lideranças de bairros que o apoiam são ligadas ao governo municipal.

Candidato oposicionista, Fábio Moraes da Silva, também foi ouvido pelo Alagoinhas Hoje e afirmou que a expectativa é a melhor possível em função dos apoios que tem recebido.

Para ele, a UAMA precisa mudar sua postura e passar a defender os verdadeiros interesses da sociedade alagoinhense. “Nossa intenção é renovar a entidade e atuar dentro dos princípios de defesa da sociedade que ela representa”, salientou.

Ele negou que o fato de ser assessor do vereador petista Luciano Sérgio interferirá na condução de seu mandato. “Tenho dez anos de atuação na UAMA, fui presidente por quatro vezes da Associação Novo Horizonte de Santa Terezinha  e sou independente”, salientou Moraes.

O oposicionista afirmou que se houvesse interesse político ele teria registrado sua chapa no primeiro edital, mas só a apresentou no período do segundo edital.

Embora os dois candidatos tenham negado a conotação política desta eleição, evidentemente a disputa pela presidência da UAMA coloca os dois campos políticos de Alagoinhas em claro enfrentamento, ainda que as articulações aconteçam nos bastidores.

O clima está esquentando.

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje