ECT investirá em Alagoinhas para melhorar atendimento, mas Prefeitura terá que fazer sua parte – Exclusiva

Na quinta-feira passada, o vereador Radiovaldo Costa (PT) se reuniu em Salvador com o diretor regional da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), Cláudio Moras, para apresentar ao dirigente da estatal uma série de dificuldades que os usuários enfrentam em Alagoinhas, principalmente os moradores dos novos bairros.

Segundo Radiovaldo, o diretor admitiu que a empresa tem um grande passivo com Alagoinhas e afirmou que providências administrativas serão tomadas para melhorar o atendimento em todo o município. “Na conversa, para a qual convocou toda sua equipe, Moras revelou que pela primeira vez  um político de Alagoinhas apareceu na sede da ECT para cobrar soluções”, afirmou o vereador. A audiência foi agenda pelo deputado federal petista Nelson Pelegrino.

Algumas providências serão tomadas pela direção estadual da ECT nos próximos meses visando elevar o padrão de qualidade dos serviços: a sede em Alagoinhas passará por uma reforma completa, com início previsto em 120 dias, após a mudança provisória para um espaço no centro da cidade; em até 60 dias, a ECT abrirá edital para instalação de duas lojas franqueadas, sendo uma em Alagoinhas Velha, e a outra no centro; as entregas de correspondências nos novos conjuntos habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida serão direcionadas para módulos postais, com fim específico de facilitar o acesso dos moradores.

CEP

A criação de novos Códigos de Endereçamentos Postais (CEP), atribuição exclusiva da ECT, segundo o dirigente da empresa, dependerá da Prefeitura de Alagoinhas realizar o georreferenciamento da cidade, para que a partir das informações coletadas, seja possível conhecer as novas demandas. “O diretor afirmou que o número de carteiros precisará ser redimensionado se os serviços de entrega exigirem grande ampliação”, salientou Radiovaldo, acrescentando “que as ações da estatal – criação de CEPs, por exemplo,- para melhorar o atendimento, dependerão da agilidade da administração municipal em oferecer as informações atualizadas do crescimento da cidade”.

A base de dados do IPTU é bom indicativo, contudo, a ECT solicitará ao prefeito que as informações completas e adequadas sejam coletadas por intermédio do georreferenciamento.

Para isso, o governo municipal terá que contratar uma empresa especializada neste tipo de atividade.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje