Dívida pública sobe 7,5% em 2012 e ultrapassa R$ 2 trilhões

A dívida pública federal, o que inclui os endividamentos interno e externo, subiu 7,55% em 2012, para R$ 2 trilhões, segundo informações divulgadas nesta terça-feira (5) pela Secretaria do Tesouro Nacional.

O crescimento da dívida pública no ano passado foi de R$ 141 bilhões.

Os juros pagos pelo Tesouro em dezembro somaram R$ 17,186 bilhões e, no acumulado de 2012, atingiram R$ 207,984 bilhões.

O Tesouro cumpriu as metas estabelecidas no PAF (Plano Anual de Financiamento) em 2012, que previam que a dívida pública federal fecharia o ano passado com um estoque entre R$ 1,950 trilhão e R$ 2,050 trilhões.

No caso da dívida interna, foi registrado um aumento de 7,45% em 2012, para R$ 1,91 trilhão, segundo informou o Tesouro Nacional.

Já a dívida externa brasileira cresceu 9,6% no ano passado, para R$ 91,2 bilhões.

BANCOS PÚBLICOS

A injeção de recursos do Tesouro nos bancos públicos para incentivar a concessão de crédito e forçar a queda dos juros no país também influenciou o crescimento da dívida no ano passado.

No ano passado, foram injetados R$ 55 bilhões no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), dos quais R$ 10 bilhões correspondiam a valores remanescentes da capitalização feita no banco em 2011.

Já o Banco do Brasil foi capitalizado em R$ 8,1 bilhões e a Caixa Econômica Federal em R$ 13 bilhões.

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje