Dilma quer executivo na presidência do Conselho da Petrobras

Para tentar evitar a demissão de Maria das Graças Foster do comando da Petrobras, Dilma Rousseff planeja colocar um executivo respeitado na presidência do Conselho de Administração da estatal. Um empresário de peso também é um opção em estudo.

A presidente da República avalia que, se a medida for bem recebida, terá chance de salvar Graça Foster. Apesar da pressão do PT e de parte dos ministros, que acreditam que a melhor saída seria a troca de toda a diretoria da Petrobras junto com as mudanças nos bancos públicos, Dilma tem preferido dar mais tempo a Graça Foster.

O usual é que um ministro presida o Conselho de Administração da Petrobras. Hoje, esse cargo está com Guido Mantega (Fazenda). Já foi de Dilma quando ela era ministra da Casa Civil. Alguém do setor privado, executivo ou empresário, seria indicação de uma governança mais ao gosto do mercado na maior empresa brasileira.

Há ainda um complicador para a eventual saída de Graça: o governo não achou um nome para descascar tamanho abacaxi.

Fonte: Blog do Kennedy

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje