Deputado questiona qualidade do serviço de telefonia no Estado

CPI TELEFONIA BA

A qualidade dos serviços de telefonia móvel na Bahia foi questionada pelo deputado Joseildo Ramos (PT) nesta terça-feira (3), durante mesa redonda na Assembleia Legislativa do Estado. Relator da CPI da Telefonia na Casa, o parlamentar participou da atividade promovida pela Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados que discutiu o assunto. Organizado pelo deputado federal Colbert Martins (PMDB), o evento contou com a presença dos representantes, Fernando de Almeida, da Anatel; Haitam Nasser, do Ministério das Comunicações; André Gustavo, da TIM Brasil; Enylson Camolesi, da Telefônica/Vivo; Raimundo Duarte, da Claro; e José de Lira, da Oi. 

Na mesa redonda, o excesso de dados positivos apresentados pelas empresas foi questionado pelo deputado Joseildo. Os números confirmam. Segundo dados da Anatel, a Bahia ocupa o 21º lugar em satisfação com o serviço de telefonia pós-pago no país, com 51%, e em 24º no pré-pago, com 58%. “Estranhamos que o nível de satisfação que foi relatado pelos componentes da mesa esteja no patamar acima daquilo que escutamos da população. O papel da CPI será levantar essa questão e oferecer os resultados aos órgãos responsáveis”, declarou Joseildo. Os deputados membros da CPI que irá investigar os serviços de telefonia móvel, fixa e internet na Bahia, Leur Lomanto Jr. (PMDB) Sidelvan Nóbrega (PRB), Cacá Leão (PP), o presidente Paulo Azi (DEM), também participaram do evento para coletar novos dados para o melhor andamento da Comissão.

Durante o evento, a Anatel divulgou que até 2014 as operadoras irão investir R$ 31 bilhões em melhorias para o serviço móvel pessoal. O diretor de Relações Institucionais da Vivo, Enylson Camolesi, afirmou que os valores referentes aos investimentos nesse campo são substanciais. “Nós investimos o equivalente ao valor de uma fábrica da Ford por ano na Bahia. Em telecomunicações, o investimento é substancial e perene”, disse Camolesi, que declarou ainda ter “muito a melhorar”, mas que era preciso reconhecer que “o que já aconteceu nos últimos 15 anos foi uma revolução”, explicou. 

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado Joseildo Ramos – Foto: Kamila Matos

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje