Contrário ao aborto, petista presidirá CDH

O deputado federal Assis do Couto (PT-PR) foi eleito nesta quarta-feira para presidir a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Integrante de uma frente parlamentar contrária ao aborto, o petista entrará no lugar do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que também faz parte do grupo de Defesa à Vida, composto por 165 parlamentares e 13 senadores.

Couto era o nome indicado pelo seu partido para assumir a comissão. Ele venceu o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que apresentou candidatura avulsa, por dez votos a oito. A eleição foi aplaudida por presentes no plenário da comissão. “Me representa”, gritaram ativistas, em referência à frase “não me representa”, gritada em protestos contra Feliciano.

Assis do Couto assume a presidência da CDH após um ano conturbado com a liderança do Pastor Marco Feliciano, criticado por defensores dos direitos a homossexuais e ativistas do movimento negro. No ano passado, deputados ligados a causas de movimentos sociais e minorias esvaziaram a CDH e criaram a Frente Parlamentar de Defesa aos Direitos Humanos.

Filiado no PT desde 1987, Couto tem sua trajetória política ligada a políticas de agricultura familiar. Está em seu terceiro mandato como deputado federal e tem como uma de suas mais importantes políticas a aprovação da lei que estabeleceu diretrizes para a Política Nacional da Agricultura Familiar.

Fonte: Terra

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje