Câmara vai analisar as acusações de Garotinho

A Câmara analisará se abre investigação sobre a denúncia do deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) de que houve compra de votos para mudar a Medida Provisória dos Portos.

Em discursos no plenário, Garotinho afirmou que o Congresso estava sendo usado para “fazer negócio” e que “lobistas conhecidos, famosos, do setor portuário” circularam na Casa “em reuniões, em salas separadas, com conversas nada republicanas”.

Questionado por deputados, Garotinho disse que um consórcio interessado na medida ofereceu valores milionários em troca de votos. O acordo envolveria quatro siglas.

Garotinho disse ao grupo que não aceitou participar do acordo e ameaçou denunciá-lo. Foi surpreendido por um movimento para tentar destituí-lo da liderança do PR.

Garotinho não fez uma denúncia explícita, mas, em seu discurso na terça-feira, cunhou as expressões “MP dos Porcos” e “emenda Tio Patinhas” –uma referência à prorrogação dos contratos dos terminais portuários.

As insinuações permearam toda a votação, sobretudo após o governo ajudar a aprovar a emenda “Tio Patinhas”.

Procurado pela Folha, Garotinho se negou a falar do caso, mas disse que agora “todo mundo ficou sabendo quem é o Tio Patinhas e quem foi comprado”.

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje