Bloco de esquerda é formado na Câmara e propõe pacto anticorrupção

Um novo bloco partidário, denominado Bloco da Esquerda Democrática, foi formado hoje (16) pelo PSB, PPS, SD e PV e defende um pacto anticorrupção “que ponha fim às práticas inaceitáveis que o país inteiro vem assistindo e torne transparente os negócios públicos com a iniciativa privada”. O grupo vai reunir, a partir da posse dos novos parlamentares, 67 deputados.

Outras propostas do bloco são um novo federalismo, com o fortalecimento de estados e municípios; uma profunda reforma urbana e uma reforma política democrática. O bloco conta com 61 deputados federais, e a ideia de seus criadores é que os partidos fiquem unidos em todas as esferas estaduais e municipais e atuem de forma conjunta nas próximas eleições.

Os presidentes, os líderes partidários e deputados das quatro legendas lançaram um manifesto em que afirmam que os partidos se unem para contribuir com o fortalecimento das instituições democráticas, para resgatar “as boas práticas republicanas” e promover as mudanças que o povo exige, como crescimento econômico e melhoria da qualidade de vida.

Os presidentes e os lideres partidários afirmaram que vão atuar para que a unidade das legendas não seja restrita à atuação parlamentar e alcance todas as esferas da sociedade. Eles também prometeram lutar pela defesa do Estado de Direito Democrático, da independência do Legislativo e do Judiciário, da liberdade de imprensa, do direito de opinião e dos direitos das minorias, entre outros.

Fonte: Agência Brasil
 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje