BATE PRONTO 43

A mais esperada coluna do jornalismo de Alagoinhas está de volta com informações sobre fatos que acontecem nos bastidores da política local e do município de Catu, que terá a partir deste mês maior cobertura do site.

Como se diz no jargão o jornalístico: “a coluna pegou”.  E tem leitores assíduos que exigem maior constância.

Entretanto, mais complicado do que elaborar determinadas matérias é fechar a coluna, que precisa ser objetiva e tratar de temas variados, cujas informações exigem tempo para maturação.

O Alagoinhas Hoje está cumprindo seu papel. Até a próxima coluna.

SAAE

Ex-diretor do SAAE, demitido recentemente, contratou “informalmente”, por seis meses, motorista para conduzir o caminhão pipa da autarquia e pagava o salário de R$1.200,00 em dinheiro, demonstrando completa desorganização administrativa e pouco interesse em estabelecer processos corretos na autarquia. O exemplo, apenas este, porque devem existir outros, indica a falta de gestão da empresa sob o comando de Sylvio Vianna. Sem ter a quem recorrer, o motorista ingressará na Justiça do Trabalho para assegurar seus direitos.

Giroscópio

Mais parecendo meninos demasiadamente alegres com seus brinquedinhos, os condutores das novas viaturas da Guarda Municipal trafegam pela cidade, a qualquer hora, sem motivos que justifiquem os exageros, com os giroscópios ligados. O equipamento é próprio para emergências e situações que demandem a desobstrução do trânsito. O superintendente Clélio Mendes precisa conter o entusiasmo exagerado de seus subordinados.

Empresa

A Coca Cola, segundo o prefeito Paulo Cezar, que conversou com o editor do Alagoinhas Hoje na terça-feira, antes do início da audiência pública na Assembleia Legislativa, ainda mantém interesse de se instalar em Alagoinhas e estaria buscando um terreno de 80 mil metros quadrados para construção de sua unidade no município visando envasar, inicialmente, água mineral.

Vereador

Componente da base legislativa do governo municipal, cujo nome será preservado pelo site, em conversa com o editor do AH, fez duras críticas ao trabalho do secretário da Fazenda, Renato Almeida, que para ele desagrega a equipe por conta de sua postura imperial. “Ainda não fiz críticas na tribuna da Câmara em respeito a Paulo Cezar”, disse. O vereador entende, ao contrário daqueles que afirmam ser Almeida o equilíbrio do governo, que o secretário é um desagregador e citou nomes de ocupantes de cargos de confiança que teriam sido perseguidos pelo gerente das finanças da prefeitura.

Processos

O excessivo zelo da Secretaria de Fazenda estaria atravancando o andamento dos processos de pagamentos de diversas secretarias, que enfrentam diariamente a pressão de seus credores por conta da “demora” da administração em liquidar os débitos. Todo cuidado é elogiável quando se trata de recursos públicos, mas há informações indicando que os responsáveis pela análise dos processos flexibilizam com uns e são mais rígidos com outros setores da prefeitura.

Presença

O ex-vereador e ex-vice-prefeito de Alagoinhas, Pedro Marcelino, esteve na audiência pública realizada terça-feira na Assembleia Legislativa para tratar da questão ferroviária. Embora ausente da política alagoinhense, Marcelino ainda pode contribuir muito com as discussões sobre os problemas do município e apontar soluções. Experiência para isso ele tem.  

Delta

Os trabalhadores da Delta, empresa que presta serviço à Secretaria Estadual de Educação, entraram em greve na segunda-feira. Mais uma vez a razão é o atraso dos salários. Quatro escolas estaduais em Alagoinhas não têm limpeza desde o início da semana. Há quase três meses sem receber salários, os trabalhadores não tiveram outra alternativa senão paralisar as atividades.

Felicidade

Vereadores de primeiro mandato estão vivendo momentos de muita felicidade com as possibilidades apresentadas em função do exercício da função legislativa. Recebidos na governadoria, almoçando em restaurantes bacanas de Salvador e obtendo afagos por onde passam, eles estampam a alegria nos rostos e não escondem o bem que o mandato está proporcionando.

Catu I

Por falar em exercício de mandato eletivo, o Alagoinhas Hoje registra o despreparo completo e absoluto do vereador catuense Nil Prefeitura para lidar com a imprensa. Procurado pelo site, bateu o telefone “na cara” do editor e impôs condições para conversar. Impôs as mesmas condições ao jornalista Levi Vasconcelos. O vereador demonstrou total desqualificação para o exercício do mandato, pois conviver com a imprensa é uma das atribuições dos políticos. Que podem até não falar, mas precisam ter educação. Depois da deseducação telefônica, Nil ligou para o editor do AH. Não consertou nada, apenas remendou.

Catu II

O editor do Alagoinhas Hoje tentou conversar com alguns vereadores catuenses, que participaram terça-feira da audiência pública na Assembleia Legislativa, sobre agressão ao vereador Nil Prefeitura. O clima é tão tenso no município que todos desconversaram, mudaram de assunto e não quiseram tratar do fato.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje