“Audiência com o ministro dos Transportes não foi boa para Alagoinhas”, afirma Radiovaldo Costa – Exclusiva

BSB 1

Representando o legislativo municipal, o vereador Radiovaldo Costa (PT) participou da audiência com o ministro dos Transportes Cesar Borges, que aconteceu em Brasília nesta terça-feira.

O prefeito Paulo Cezar, a secretária de Infraestrutura de Alagoinhas, Sonia Fontes, o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, André Nunes, o ex-prefeito José Francisco dos Reis, a professora Iraci Gama, além do vereador, representaram Alagoinhas na audiência, que contou ainda com as presenças do deputado estadual Paulo Azi (DEM), da senadora Lídice da Mata (PSB), dos deputados federais Nelson Pelegrino (PT), Luiz Alberto (PT), José Rocha (presidente do PR da Bahia), assessores do Ministério dos Transportes e técnicos da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O deputado Luiz Argôlo não participou do encontro.

A audiência se estendeu por uma hora e vinte minutos.

Para Radiovaldo Costa, as informações foram apresentadas de maneira confusa e não foi possível esclarecer muita coisa. “O fato é que Feira de Santana se tornará o maior entroncamento ferroviário da Bahia pelo que ouvimos na audiência”, afirmou o vereador ao Alagoinhas Hoje.

Segundo ele, Alagoinhas está descartada até mesmo como passagem do novo trajeto da ferrovia entre Pernambuco e Bahia, cujo ponto final será em Feira de Santana, e a partir dela ramificando para outros lugares. “Poderá ser construída uma ligação entre Alagoinhas e Feira de Santana no futuro segundo nos disseram”, afirmou, acrescentando “que não vê perspectivas concretas deste trecho se tornar realidade por não existir demanda”.

No futuro, segundo o entendimento do vereador, a partir das explicações apresentadas, a madeira  retirada das florestas da região sairá de Alagoinhas, passará por Feira de Santana em direção a Camaçari ou aos portos de Aratu e de Salvador, fazendo um trajeto incompreensível.

Outra informação apresentada na audiência trará mais prejuízos para Alagoinhas: o governo federal não tem interesse em controlar o trecho ferroviário entre Salvador e Alagoinhas e quer repassá-lo  ao estado, para que em um futuro indefinido, o trem de passageiros seja implantado.

Como adiantado pelo site, que publicou matéria sobre a nova ferrovia em Maio, quando nem existiam discussões mais amplas sobre o fato, Alagoinhas será a grande perdedora com a construção da nova ferrovia ligando os estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte ao município de Feira de Santana.

Mais uma audiência para “inglês ver” e nada de positivo para Alagoinhas.

O placar de uma hipotética partida de futebol entre os dois municípios: Feira 5 x 0 Alagoinhas.  Goleada.

Com a confirmação de Feira de Santana como principal destino da ferrovia no território da Bahia e a exclusão de Alagoinhas, o município terá grandes prejuízos.

Mais uma vez, Feira de Santana faz valer sua pujança econômica e sua força política.

BSB 2

 

 

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje