Aliança pelo Brasil não participará das eleições municipais

O Aliança pelo Brasil, partido que o presidente Jair Bolsonaro quer criar, admite que não irá participar das eleições municipais de 2020. Faltando 40 dias para validação de assinaturas na Justiça Eleitoral, a agremiação só conseguiu apenas 3.334 mil. Para oficializar a criação de uma legenda, são necessárias 492 mil.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que foram apresentadas 66.252 assinaturas, sendo que 48.127 estão em prazo de impugnação, 12.198 foram consideradas inaptas, 3.334 validadas e 2.593 em fase de análise nos cartórios.

Segundo o dirigente do Aliança, Luís Felipe Belmonte, mais de 1 milhão de assinaturas foram coletadas, porém, foram recusadas pelos cartórios eleitorais. “Nossa parte foi feita, mas os cartórios eleitorais estão recusando todas as fichas com firma reconhecida. Eles alegam que não houve regulamentação. Além disso, o sistema cai toda hora. Os cartórios eleitorais não estavam preparados para um volume tão grande”, disse Belmonte, de acordo com publicação do jornal Estadão.

O advogado afirma que a cúpula do partido não está pensando na eleição atual, e sim na próxima geração. Além disso o dirigente acrescentou que mesmo as firmas sendo validadas, não haveria tempo de criar diretório, buscar pré-candidatos nos municipios e fazer filiação.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje