Fábrica da Brasil Kirin investe em sustentabilidade ambiental

FÁBRICA BRASIL KIRIN ALAGOINHAS 1

Com uma capacidade de produção de 10 milhões de hectolitros por ano, a unidade baiana da Brasil Kirin, uma das principais indústrias de bebidas do país, localizada em Alagoinhas, está passando por intervenções que já resultam no aumento de eficiência energética da planta, redução do consumo de água e geração de CO2. Construída em 1997, a unidade é responsável por 25% da produção nacional da indústria de bebidas.

Uma das principais ações concluídas em 2015 e com 100% de efetividade é o Projeto de Biogás, que contou com investimos da ordem de R$ 2,5 milhões para a mudança da matriz energética das caldeiras do processo de produção e estação do biogás. De acordo com o gerente da unidade de Alagoinhas, Gileno Correia, caldeiras são equipamento que produzem vapor por meio de combustível. Este produto é usado nos processos produtivos para esterilizar equipamentos, aquecimento e cozimento do mosto cervejeiro. “O projeto visou a minimização do uso gás natural por biogás – combustível formado por gás metano e dióxido de carbono (CO2) obtido pela digestão anaeróbica de compostos orgânicos (resíduos do processo produtivo). Com este investimento, a estimativa é de redução de emissão de 5,7 mil toneladas por ano de CO2, um ganho para o meio ambiente.

A redução do consumo de água está sendo monitorada por uma equipe multidisciplinar que integra o Comitê de Água, criado em 2015. A partir da implantação do Sistema de Reuso de Efluente Final, que teve investimento estimado em R$ 53 mil, 5 mil litros de água por hora são reutilizados, após tratamento, para a irrigação das áreas verdes e limpeza de ruas e calçadas da unidade. Além de economia no uso da água potável, a redução do consumo do líquido é da ordem de 400 mil litros mensais.

Outras medidas, como a conscientização das equipes de trabalho sobre a importância de se apagar as luzes ao sair da sala, a instalação de medidores de energia para monitorar o consumo dos equipamentos da área produtiva e a utilização de telhas translúcidas alternadamente com telhas metalizadas nos galpões foram medidas aprovadas, e já em operação, pelo Comitê de Eficiência Energética, que também foi instalado no ano passado.

Fonte:  Assessoria de Imprensa na Bahia – Foto: Divulgação

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje