Um retrato da violência contra homossexuais no Brasil

parada-gay-avenida-paulista

A cada 27 horas, um homossexual é assassinado no país. Só no ano passado, foram registradas 318 mortes de gays, travestis, lésbicas e bissexuais.

A maior parte delas aconteceu em São Paulo, que lidera o triste ranking dos estados onde mais homossexuais são mortos violentamente. Proporcionalmente, o maior índice de assassinatos está no Mato Grosso do Sul.

Todos os dados são do último relatório divulgado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), uma das mais antigas organizações de defesa de homossexuais no Brasil. Para o levantamento, o órgão analisa notícias divulgadas na imprensa, dados da polícia e os enviados por organizações não-governamentais.

Fonte: Exame

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje