Site Alagoinhas Hoje completa nove anos – Maurílio Fontes

Nesta sexta-feira (26), o site Alagoinhas Hoje completa nove anos.

Em menos de três meses, mais precisamente em fevereiro de 2013, no início do segundo mandato de Paulo Cezar, Antônio Fernando Xavier dos Santos (Aranha), meu velho amigo, e uma outra pessoa ligada ao governismo cezista demonstraram preocupação, em conversa noturna no Hotel Plaza, com a linha editorial do site, salientando a inquietação quanto ao conteúdo das matérias publicadas. 

A linha editorial foi mantida e os anúncios da Prefeitura de Alagoinhas só começaram a ser veiculados no site em setembro ou outubro de 2013. Aparentemente, o governo imaginou que teria tratamento diferenciado por investir recursos da Secretaria de Comunicação no site. Os leitores sabem que denúncias, críticas e informações sobre os bastidores do governo não deixaram de ser publicadas. 

Matérias favoráveis ao governo também foram publicadas (aqui não trato de releases produzidos pela SECOM). Várias, ao longo do quadriênio cezista (mais especificamente em 2014 e 2015). Por muitas vezes, que não sei quantificar passados tantos anos, o então prefeito ligava para me agradecer. Eu dizia sinteticamente: “Apenas fui justo e trabalhei com fatos. Agora, o uso político do conteúdo da matéria que você fará não me diz respeito”.

Devo registrar que o prefeito Paulo Cezar teve certa resiliência e por poucas vezes não aceitou o tom imprimido ao conteúdo jornalístico publicado.

Uma delas ainda está fresca em minha memória: texto informando que o diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) seria demitido mexeu com os nervos do gestor, que ligou vociferando e afirmando que era mentira. Retruquei com veemência, mas disse-lhe que minha obrigação era publicar desmentido do governo. Assim que a SECOM enviou o release ele foi publicado. Dois ou três dias depois o diretor foi exonerado. 

Em janeiro de 2016, no gabinete, Paulo Cezar informa que Sônia Fontes será sua candidata. Afirmei ao prefeito que a candidatura era um prêmio desmedido para uma pessoa que não tinha nenhuma vinculação com Alagoinhas. Ele disse: “Wagner lançou Rui. Eu também posso lançar Sônia”.  O resultado todos conhecem.

Desnecessário pontuar neste espaço a importância do posicionamento editorial do site Alagoinhas Hoje na campanha eleitoral de 2016.  Dezenas de denúncias foram publicadas com inegáveis impactos no decorrer da disputa pelo Executivo. 

Eleitor do candidato Joaquim Neto em 2016 por avaliá-lo como único capaz de derrotar a candidata ungida pelo cezismo, àquela altura já com marcas da ações do cupim chamado tempo, que tentou impor uma ex-política ao povo de Alagoinhas, felizmente derrotada, não confundi a linha editorial com minha opção eleitoral nos quatro anos do primeiro mandato (2017/2020). 

A história registra linha editorial independente, desconectada dos interesses comerciais e focada na defesa do patrimônio público.

O prefeito Joaquim Neto, ao longo de seu primeiro quadriênio, aceitou com fleuma as críticas e denúncias publicadas, que não foram poucas e colocaram o governo em situações bastante desconfortáveis.

Restou provado que o site Alagoinhas Hoje não perseguiu Paulo Cezar e que usou as mesmas vigas jornalísticas que sustentaram o trabalho do site a partir de novembro de 2012 para criticar a administração do médico Joaquim Neto. 

A compra de espaços publicitários nos dois governos – segundo de PC e primeiro de JN – não interferiu na linha editorial do site Alagoinhas Hoje.

Campanha de 2020

A campanha municipal de 2020 mereceria um capítulo à parte em função do meu envolvimento direto na eleição de Alagoinhas, que não estava planejado. 

Estabeleci distância geográfica e política de Alagoinhas, pensada a partir do final de 2019, e sedimentada após diagnóstico médico que exigiu energia e tempo para recuperação. 

No mês de fevereiro, em Salvador, conversei com o deputado federal Paulo Azi, presidente do DEM, sobre possíveis campanhas.

Ele não demonstrou muito entusiasmo em conversar com potenciais clientes de seu grupo político para viabilizar campanhas.

Nas voltas que o mundo dá, em giros inesperados, acabei participando de estratégias de marketing político que resultaram na derrota do grupo do deputado federal.  

No final de julho, recebi convite para coordenar campanha de político diretamente vinculado ao PT. Por questões de saúde não assumi a coordenação em importante cidade da região de Feira de Santana. 

Em setembro de 2020, como planejado, estava completamente distante da disputa eleitoral de Alagoinhas: havia assumido atribuições em campanha no Extremo Sul do estado e por lá pretendia ficar até o final.

Mas não foi o que aconteceu. Retornei para Salvador em meados de setembro. Só me posicionei sobre a eleição em Alagoinhas em 20 de outubro, 25 dias antes do pleito: em texto publicado no WhatsApp anunciei voto no prefeito Joaquim Neto. 

Faltando 18 dias para o 15 de novembro assumi parte do marketing da campanha de reeleição do prefeito.

O enredo não precisa ser contado neste texto: quem conhece a política de Alagoinhas está habilitado para meu papel na disputa eleitoral. 

Matérias publicadas no site Alagoinhas Hoje na reta final da disputa revelaram fatos até então escondidos no breu das tocas, com grande repercussão. Fiz jornalismo, usando a liberdade de imprensa a favor do esclarecimento da população.

Assim entenderam o juiz eleitoral e o Ministério Público, que não aceitaram a demanda que resultaria na retirada de matéria e imagens de interrogatório do site. 

Secretaria de Comunicação

Ao aceitar o convite do prefeito Joaquim Neto para assumir a Secretaria de Comunicação optei por um lado e isso, de fato, comprometeu momentaneamente a linha editorial do site Alagoinhas Hoje.

Tenho plena consciência das variáveis envolvias em minha decisão (havia sido convidado por diversas vezes para assumir a pasta no primeiro mandato e não aquiesci).

Embora tenha produzido no decorrer de 2021 pouquíssimo conteúdo, no caso, para o site da Prefeitura de Alagoinhas, em razão do emaranhado burocrático no qual me vejo envolvido e com outras atribuições inerentes ao gestor da Secretaria de Comunicação, vislumbro um futuro retorno ao ofício da produção jornalística numa linha do tempo escolhida por mim ou em razão de arrumações de outras naturezas. 

O site Alagoinhas Hoje, em função da estafante jornada, ficou em segundo plano em 2021. A partir de amanhã, quando completará nove anos, voltará a ser atualizado com mais frequência, sem que se tenha expectativa, pelo menos por enquanto, de atingir a grande repercussão que obteve em momentos cruciais da política alagoinhense.

Entretanto, outros tempos virão e o futuro é logo ali.

Para quem não tem projeto pessoal e apego a nomenclaturas o porvir nunca será de sofrimento. 

Agradecimentos 

Por fim, é momento de agradecer aos leitores do Alagoinhas Hoje de mais de 500 cidades do Brasil e do mundo que leram o conteúdo jornalístico produzido ao longo dos últimos anos. 

Nos distanciamos, é verdade, mas a vida sempre nos proporciona reencontros. 

Agradeço ao advogado Gustavo Carmo, que em momentos difíceis, por conta de conteúdos publicados, esteve ao meu lado na defesa da liberdade de imprensa. 

Registro agradecimento ao deputado federal Joseildo Ramos (PT), primeiro político (no exercício de mandato de deputado estadual) a avaliar o espaço do site como algo novo e que poderia atrair o interesse dos leitores, tendo direcionado verba de seu gabinete para o Alagoinhas Hoje. 

Roberto Torres, ex-presidente da Câmara de Vereadores, também foi parceiro do site por meio de investimento de recursos oriundos da verba publicitária do legislativo, de forma republicana e às claras. 

O deputado federal Paulo Azi também foi importante parceiro comercial. Faço um justo agradecimento pelo tratamento cortês que o parlamentar e seus assessores sempre deram ao site Alagoinhas Hoje.

Vale salientar que a linha editorial incomodou – e muito – correligionários do prefeito Joaquim Neto, que sugeriram que a publicidade oficial fosse retirada do site. Ele não cedeu às pressões e manteve a veiculação das peças publicitárias da Prefeitura de Alagoinhas.

À frente da Secretaria de Comunicação, Gustavo Carmo defendeu a manutenção da publicidade oficial. Agradeço ao prefeito e ao então titular da pasta.

Belmiro Deusdete, decano da imprensa de Alagoinhas, grande incentivador do site, merece um motivado agradecimento. 

Acertos e erros

Entre acertos e erros, com tons às vezes mais contundentes, buscou-se fazer jornalismo de interesse coletivo visando transformar o site Alagoinhas Hoje em referência na área política. Sob certos aspectos o intuito foi atingido. 

Erramos, aprendemos, mas sempre com objetivo de acertar. A distância do calor da produção diária é pedagógica e mestra a nos apontar caminhos que serão trilhados no futuro. 

 

Maurílio Fontes é editor do site Alagoinhas Hoje

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje