Secretário de Saúde nega mordaça e afirma que servidores podem falar desde que autorizados

O secretário municipal de Saúde, Reginaldo Paiva, em entrevista ao Programa Primeira Mão, da Rádio Nova AM, ancorado por Haroldo Azi, negou que exista mordaça em sua secretaria.

Ele alegou que se os 904 funcionários da SESAU resolvessem falar haveria um turbilhão de informações. Disse também, para justificar sua portaria, que uma funcionária concedeu entrevista à TV Subaé, sem autorização, sobre um programa que não seria implementado pela Secretaria de Saúde. “A entrevista causou expectativa sobre a realização de um programa que não estava em nosso planejamento”, ponderou.

A portaria, de acordo com o secretário, foi editada em respeito ao cidadão alagoinhense. “Os servidores podem falar, desde que autorizados pelos superiores hierárquicos”, salientou Paiva, acrescentando “que a portaria não se trata de mordaça”.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje