PT dobra número de postos de diretoria na Fundação Perseu Abramo

O PT decidiu neste final de semana aumentar de quatro para nove o total de postos de diretoria na Fundação Perseu Abramo (FPA), o braço teórico do partido. A informação é da coluna de Guilherme Amado, da revista Época.

De acordo com a publicação, a mudança serviu para acomodar líderes de correntes internas e políticos sem mandato como o ex-senador Lindbergh Farias.

A fundação contará este ano com um caixa de cerca de R$ 20 milhões, já que tem direito a 20% do total do fundo partidário destinado ao PT. A presidência ficará com o ex-ministro Aloizio Mercadante.

Fernando Haddad, que elaborou um projeto para reformular a atuação da FPA e transformá-la num think tank capaz de elaborar um novo projeto de país, comandará o conselho curador, da qual também fará parte a ex-presidente Dilma Rousseff.

A coluna diz ainda que aliados de Haddad vinham revelando nos últimos dias o receio de que o seu projeto não fosse levado adiante. Um dos temores era justamente que a gestão da fundação fosse contaminada pela necessidade de acomodar as correntes internas do partido.

 

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje