Protocolo de solicitações do prefeito Paulo Cezar na governadoria demonstra falta de prestígio

A Secretaria Municipal de Comunicação publicou matéria sobre a ida do prefeito Paulo Cezar ao protocolo da governadoria para registrar solicitações ao governador Wagner.

Algo inusitado e indicador que o prefeito não teve prestígio para ser recebido por um secretário de estado visando formalizar seus pedidos.

Uma tremenda bola fora do estádio da SECOM. Mirou um alvo e acertou outro completamente diferente.

O fato nem deveria ser divulgado para preservar o prefeito de um vexame com estas características.

Prefeito de Alagoinhas deve ser recebido pelos escalões superiores do governo do estado e não por um (a) atendente do protocolo geral da governadoria.

****

Leia a matéria postada no site da Prefeitura de Alagoinhas

Busca do progresso

No final da tarde de quarta-feira, 19, o prefeito Paulo Cezar e o chefe de Gabinete Sidney Costa estiveram na Governadoria do Estado, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), protocolando junto à Casa Civil quatro ofícios endereçados ao governador Jaques Wagner solicitando a parceria do Governo do Estado na liberação de recursos para quatro obras no município: a construção de um hospital materno infantil, a instalação de uma escultura na entrada da cidade (Avenida Joseph Wagner), o início da 2ª etapa das obras do Jardim Petrolar e investimento para a reestruturação da Praça J.J. Seabra, mais conhecida como a Praça do Coreto.

“Um administrador público tem de buscar a parceria com os governos estadual e federal e levar projetos. Alagoinhas, nesta gestão, jamais vai perder recursos por falta de projetos ou por negligenciar prazos”, afirmou o prefeito Paulo Cezar. As ações proativas são características da atual administração municipal que conquistou marcos importantes como a implantação de uma equipe de neurocirurgia no Hospital Dantas Bião e a vinda do IfBaiano – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.

 HOSPITAL – A atual maternidade de Alagoinhas já não comporta a demanda, principalmente por servir a toda a região – cerca de 20 municípios. Por isso a atual gestão municipal vem reivindicando junto à Secretaria Estadual de Saúde e ao governador Jaques Wagner a construção de um hospital materno-infantil. O ofício entregue à Casa Civil esclarecia que, dentre as diretrizes políticas de 2014 a 2017 da administração, está a construção do Hospital Materno-Infantil, de nível terciário e atuação regional com gestão municipal.

“O Executivo pleiteia financiamento estadual para construção da unidade com 100 leitos normais, outros de UTI Neonatal, UTI Adulto e demais leitos especiais O novo hospital servirá a uma população, aproximadamente, de 347.230 habitantes abrangendo os municípios de Acajutiba, Aporá, Araçás, Aramari, Cardeal da Silva, Catu, Crisópolis, Entre Rios, Esplanada, Inhambupe, Itanagra, Itapicuru, Jandaíra, Ouriçangas, Pedrão, Rio Real e Sátiro Dias.

 Marco – O segundo ofício solicita recursos para a implantação de uma peça escultural denominada “Bem Vindo Alagoinhas”, de autoria da artista plástica Liane Katsuki, descendente de família tradicional da cidade, atualmente radicada em Madri. A escultura será posicionada na rotatória principal da Avenida Joseph Wagner, passando a ser um marco histórico.

 Petrolar – O outro documento refere-se à solicitação de liberação de recursos para a 2ª etapa das obras e serviços no Jardim Petrolar. Para está etapa, o governo, através da Sedur/Conder, deverá liberar R$ 8 milhões que serão investidos em toda parte baixa do bairro. Para o início das obras, a Prefeitura solicita a liberação de R$4 milhões.

 Coreto – Por fim, o prefeito direcionou para Jaques Wagner uma solicitação de recursos para a reforma completa da Praça J.J. Seabra, mais conhecida como a “Praça do Coreto”. O documento esclarece que o município, em parceria com a Coelba e a Seinfra (Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia), vem realizando obras e serviços de reestruturação urbana de duas avenidas centrais – Binário Viário Central -, incluindo duas praças principais de valor histórico: a Rui Barbosa (que terá a parceria com o Grupo Petrópolis) e a Praça J.J. Seabra. Anexado ao ofício, o executivo municipal entregou ofício do projeto arquitetônico básico, relatório fotográfico e planilha orçamentária da “Praça do Coreto”.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação Social

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje