Prefeitura inicia planejamento da Expo Alagoinhas 2020

Motivada pelo sucesso da exposição agropecuária realizada no início do mês, a Secretaria Municipal de Agricultura (SEMAG) já iniciou, com a equipe executora, as primeiras discussões sobre o planejamento da XXIII Expo Alagoinhas, programada para uma nova data, no próximo ano.

“Em 2020, a feira não será realizada no mês de outubro, como tradicionalmente acontece, devido também às eleições municipais. Mas, entendendo o alcance, o significado do evento para os agricultores familiares, para os expositores, para as rodadas de negócios e a valorização dos produtores da região e criadores de animais, não poderíamos deixar de realizar a Expo. Então já começamos as discussões e a previsão é que em maio do próximo ano o público de Alagoinhas e de toda a região possa contar com mais uma edição da feira agropecuária”, afirma o secretário municipal de agricultura, Geraldo Almeida.

Imagem: Perfil 3/Divulgação

Segundo ele, a expectativa, para 2020, é bater um recorde, com mais de mil animais de raças selecionadas na exposição. “Vamos ultrapassar a marca dos 810 animais que tivemos, no Parque Miguel Fontes, este ano”, salienta o gestor da pasta de agricultura, que destaca também a satisfação dos estreantes das raças Guzerá, Mini Gado e Pônei, que participaram este ano.

André Freire, membro da comissão executora e responsável pelo layout da exposição, prevê a novos investimentos da Prefeitura, para a próxima edição, com novidades como um tatersal de leilões só para os equídeos e a incorporação de nova área livre, com a ampliação do espaço destinado às baias de cavalos, caprinos, ovinos e Mini Gado. Essa necessidade – pontua André – se torna ainda mais acentuada pelo retorno da principal raça, a Girolando, e por uma participação ativa dos expositores de Manga Larga Marchador que deverão participar de competições.

Foto: Jonatas Almeida

Os êxitos alcançados pelas três últimas exposições têm atraído e movimentado o cenário de negócios do setor. Este ano, dados da Secretaria de Agricultura mostram que, além das 59 barracas da agricultura familiar e de artesanato, houve o maior número de empresas expositoras da história do evento na cidade, com a participação também de duas marcas de tratores agrícolas, duas marcas de automóveis, flores e plantas ornamentais, madeira tratada para construção, insumos agropecuários e energia solar, entre outras.

A organização da Expo Alagoinhas estimou em cerca de 18 mil pessoas o público presente durante os dias do evento e um resultado financeiro dos negócios em 1,5 milhões de reais.

 

Fonte: SECOM PMA

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje