PF conclui que Lula não é dono do triplex no Guarujá

lula-triplex-guaruja

A Polícia Federal encerrou o inquérito sobre a fase Triplo X da Lava Jato, relativa ao triplex no Guarujá que era ligado como possível propriedade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não foi indiciado. Segundo o relatório divulgado pelo jornalista Fernando Rodrigues, do UOL, o imóvel é de propriedade da publicitária Nelci Warken, que foi indiciada pelo caso. Além dela, cinco funcionários da Mossack Fonseca, empresa panamenha especialista na gestão de offshores e envolvida no escândalo da Panama Papers, foram indiciados.

Na operação, o Ministério Público Federal (MPF) investigou se proprietários usaram nome de terceiros para ocultar patrimônio e chegaram à conclusão de que o apartamento de Nelci foi registrado pela empresa offshore Murray Holdings, sediada em Las Vegas, nos Estados Unidos.

O imóvel da publicitária é vizinho ao triplex que, segundo as investigações, seria destinado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A defesa de Lula afirma que a esposa do ex-presidente, Marisa Letícia, teria comprado uma cota da Bancoop, empresa ligada à construção, e a vendeu depois que o empreendimento foi repassado à OAS.

“Esses esclarecimentos já foram todos prestados na imprensa, porque, a rigor, houve até agora um contencioso de imprensa. O promotor responsável [Cássio Conserino, do MP-SP], em vez de dar a oportunidade de receber as explicações em relação a esse imóvel, preferiu ir à revista Veja e anunciar que ia fazer uma denúncia contra o ex-presidente e sua esposa, mesmo antes de estar concluída a investigação”, explicou um dos advogados de Lula, Cristiano Zanin Martins.

Segundo a PF, há ainda uma investigação à parte para apurar a real propriedade do apartamento no Guarujá.

O relatório pode ser na íntegra aqui.

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje