Paulo Azi aponta contradição e diz que a Bahia perde competitividade

A queda da importância econômica da Bahia no cenário nacional apontada pelos números divulgados pelo IBGE na última semana, pontuou o duro discurso do deputado Paulo Azi, na sessão plenário desta terça-feira, 26, da Assembleia Legislativa. O democrata destacou as contradições entre a propaganda institucional do governo Wagner em diversos setores, como o da segurança, infraestrutura e Educação e a realidade demonstrada pelos dados oficiais. “ Mais uma vez os fatos contradizem a propaganda do governo baiano”, disse, referindo-se ao fato de a Bahia ter deixado de ser a sexta maior economia do país para ocupar o oitavo lugar no ranking nacional.

Os números do IBGE demonstram que a nossa economia perde seguidamente competitividade, sendo ultrapassada até mesmo pelo Distrito Federal que sequer tem terra para fortalecer sua agricultura, não tem polo industrial e vive sua economia à base de serviços gerados pelo alto número do funcionalismo público federal”, ironizou.

Paulo Azi, lembrando que a Bahia tem 417 municípios e condições mais que propícias para desenvolver indústria e comércio. No contraponto da propaganda oficial, Azi ainda citou os números oficiais da segurança pública que colocam a Bahia como o estado brasileiro com o maior número de assassinatos e crimes violentos. “ É lamentável e infelizmente são dados de extrema importância para entendermos o momento de decadência por que passa o nosso Estado”, frisou.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado Paulo Azi

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje