Oligarquias abrem espaço para nova geração

Com discurso de mudança e renovação, as eleições para governador terão candidatos que levam para a disputa um rosto novo, mas um sobrenome que é velho conhecido dos eleitores do país.

São filhos de ministros, governadores, deputados e senadores que se preparam para concorrer pela primeira vez a uma vaga de governador.

Se eleitos, vão garantir a continuidade ou a volta ao poder de uma tradicional força política em seus Estados.

“A democracia se faz com alternância, com renovação, com arejamento, com oxigenação. Por mais que algumas forças recalcitrantes da velha política não queiram, o novo sempre vem”, disse o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ao lançar a pré-candidatura de seu filho na última segunda-feira.

Um dos nomes mais jovens na disputa deste ano, o deputado Renan Filho (PMDB), 34, é da terceira geração e nova aposta do clã que entrou na política de Alagoas com seu avô, o major Olavo Calheiros.

Desde então, quatro dos oito filhos do patriarca se alternam em cargos de prefeitos e parlamentares. O primogênito Renan ocupa pela terceira vez a presidência do Senado.

Outro conhecido no Congresso é o filho do ministro Edison Lobão (Minas e Energia), senador Lobão Filho (PMDB-MA), 49. Edinho nasceu e viveu boa parte da juventude em Brasília. Foi lá que seu pai começou na política —em 1978 foi eleito deputado federal pela Arena, partido que deu sustentação ao regime militar. Aliado da família Sarney, Edison Lobão também foi senador e governador (1991-1994).

“O povo quer uma mudança. E eu quero dizer a vocês, com toda tranquilidade: eu sou realmente e verdadeiramente essa mudança”, disse Edinho durante evento na Assembleia do Maranhão para lançar sua pré-candidatura.

Apesar do discurso, Edinho é o candidato que tem o apoio da atual governadora, Roseana Sarney (PMDB).

Como a maioria dos candidatos herdeiros, Helder Barbalho, 34, começou na política do Pará como vereador, deputado estadual e prefeito.

Agora será o candidato do PMDB a governador, cargo já ocupado pelo pai, o senador Jader Barbalho (PMDB). Além do sobrenome, Helder empresta do pai algumas de suas emissoras de rádio. Há mais de um ano comanda o “Programa do Helder”, com várias críticas à gestão do governador Simão Jatene (PSDB).

Para alguns candidatos, ser filho de político não é garantia de ser lembrado.

Após pesquisa mostrar que 40% dos eleitores da Paraíba não conheciam seu nome, o ex-prefeito de Campina Grande Veneziano Vital (PMDB) passou a percorrer o interior.

Filho do jurista e ex-deputado federal Antônio Vital do Rêgo e irmão do senador Vital do Rêgo Filho, Veneziano diz se orgulhar das raízes. “Só não gostaria do rótulo de cacique, porque soa pejorativamente”, pediu à reportagem.

No Tocantins, o ex-governador José Wilson Siqueira Campos (PSDB) renunciou no mês passado para abrir caminho para a candidatura do filho Eduardo (PTB), 55.

A família tem forte influência política desde 1988, quando Siqueira Campos se tornou o primeiro governador eleito do TO após liderar o movimento pela emancipação.

“Nem tudo que é novo tem um significado melhor. A experiência na política é importante”, defendeu o presidente do PTB-TO, José Geraldo.

DE PAI PARA FILHO
Herdeiros dão continuidade à carreira política de líderes de clãs familiares tradicionais

*

RENAN FILHO
Filho do presidente do Senado, Renan Calheiros, José Renan Vasconcelos Calheiros Filho nasceu em 1979, em Murici (AL).Foi eleito prefeito do município em 2004 e reeleito em 2008

DEPUTADO FEDERAL
Em 2010, renunciou ao mandato para disputar uma cadeira na Câmara. Foi o deputado federal mais votado no Estado. Integra a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio

*

LOBÃO FILHO
Filho do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, Edison Lobão Filho nasceu em Brasília, em 1964. Formou-se em engenharia civil e em economia pela UniCeub (Distrito Federal)

SENADOR
Em 2002, Edison Lobão foi reeleito senador tendo Lobão Filho como suplente, que substituiu o pai em 2008. Em 2010 Lobão foi reeleito e deixou a vaga com filho em 2011

*

HELDER BARBALHO
Filho do senador Jader Barbalho (PMDB), nasceu em Belém (PA) em 1979. Hoje comanda no rádio o “Programa do Helder”, com várias críticas à gestão do governador Simão Jatene (PSDB)

CANDIDATO
Começou na política como vereador, aos 21. Foi também deputado estadual e prefeito. Agora, será candidato a governador do Pará pelo PMDB.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje