No Dia Mundial do Diabetes, Prefeitura intensifica ações de prevenção


Mais de 12 milhões de brasileiros vivem atualmente com diabetes, segundo o Ministério da Saúde. Quem vive com o diabetes tipo 2, manifestação mais comum da doença, facilmente associa a condição a riscos como cegueira e amputações, ainda que 80% das mortes de pacientes com diabetes estejam relacionadas às silenciosas complicações cardiovasculares. Com o objetivo de ofertar cuidados aos alagoinhenses e enfatizar a importância do Dia Mundial do Diabetes, comemorado nesta quinta-feira, 14 de novembro, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde (SESAU), promoveu, das 7h30 às 13h, diversos atendimentos no Centro de Referência de Atenção Integral ao Diabético e Hipertenso de Alagoinhas (CAIDH).

O objetivo foi intensificar as informações aos usuários sobre formas de prevenir a doença e seus agravos. A programação contou com café da manhã, palestra, orientações de nutricionistas, consulta com endocrinologista, verificação de glicemia capilar, avaliação de pé diabético, ginástica laboral e momento de beleza.

“Nos últimos dias, intensificamos as discussões referentes ao tema, mas esse trabalho é contínuo.No CAIDH,  nós dispomos de um serviço especializado que oferece atendimento interdisciplinar para pessoas com a doença, mas é através de ações como essa que conseguimos alertar a população e atrair a atenção para a importância dos cuidados”, destacou a coordenadora do CAIDH, Rita de Cássia Cerqueira.

Com 560 usuários cadastrados, a unidade possui uma equipe que inclui endocrinologista, nutricionista, cardiologista, clínico geral, angiologista, enfermeiras e técnicas especializadas nos cuidados com o Diabetes. No centro, os pacientes em estados mais avançados da doença, também recebem fitas e aparelho para aferição da glicemia. “Os pacientes chegam ao CAIDH com o relatório da Unidade de Saúde e, a depender da necessidade de cuidados e acompanhamento mais de perto, ele realiza o cadastro e passa frequentar o centro”, informa Rita de Cássia.

Joel dos Santos Conrado, de 53 anos, frequenta o CAIDH desde a sua inauguração, em 2017. Ele chegou ao centro após já ter sofrido algumas consequências do Diabetes, dentre elas, a amputação de um dos pés. Ele conta que a desinformação foi um dos maiores fatores para ao agravamento da doença.” No centro, eu fui muito bem acolhido e a partir daí, passei a cuidar melhor da Saúde. Esse acompanhamento é muito importante para manter a glicemia controlada e evitar outras doenças relacionadas ao Diabetes, porque a gente que não tem como estar sempre no posto de saúde”, conta Joel.

A secretária de Saúde, Rosânia Rabello, enfatiza que a ação é mais uma iniciativa de cuidado com a Saúde da população na área da Atenção Básica. “A gestão do prefeito Joaquim Neto vem investindo nos serviços de Saúde e há um trabalho especial na área da Atenção Primária. Ações como essa integram um conjunto de estratégias desenvolvidas para a prevenção de doenças, ampliando os cuidados voltados à saúde integral da população”, ressaltou a secretária.

 

Fonte: SECOM PMA/Fotos: Roberto Fonseca/SECOM

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje