Mulheres de várias regiões participaram da I Marcha das Mulheres de Alagoinhas na luta por direitos e equidade de gênero

“É pela vida das mulheres”, “feminismo é transformação”. Estas palavras de ordem soam como grito de socorro diante dos números alarmantes da violência de gênero que as mulheres enfrentam diariamente no Brasil: a cada 11 minutos uma mulher é estuprada – dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Todos os dias existem em média 10 casos de estupros coletivos registrados – segundo registro do Ministério da Saúde, 2016. A cada 7,2 segundos uma mulher é vítima de violência doméstica – conforme levantamento do Instituto Maria da Penha. Em 2013, treze mulheres morreram vítimas de feminicídio – de acordo com o Mapa da violência, 2015. O assassinato de mulheres negras cresceu 54% – dados do Mapa da Violência, 2015.

O que ecoou nas ruas da cidade com a realização da I Marcha das Mulheres de Alagoinhas foi um alerta. A demonstração de que todas elas não aceitaram a violência, a desigualdade e os assédios diários. A caminhada feminina celebrou o Dia Internacional da Mulher na manhã da última quinta-feira (8), organizada pelo Coletivo de Mulheres Diversas em conjunto com o Conselho Municipal de Defesa do Direito das Mulheres (CONDEDIM), a I Marcha das Mulheres levou às ruas pessoas de todas as idades, etnias, crenças e gêneros.

A Prefeitura de Alagoinhas participou da Marcha e caminhou ao lado das mulheres com ouvidos atentos para as suas pautas, a fim de maneira coletiva e participativa dialogar com estes grupos para construção de novas políticas públicas. “Estou orgulhosa de ver o poder que temos. Para nós da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS) que lidamos com as pautas femininas é muito importante participar para ouvir e trabalhar por melhorias. Temos uma rede de enfrentamento forte, mas sabemos que podemos melhorar muito ainda”, afirma Ludmilla Fiscina, subsecretária da SEMAS.

 

Fonte: SECOM PMA

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje