Ministério Público pede bloqueio de bens do prefeito de Aramari

JOSÉ CARLOS NASCIMENTO

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP/BA) pediu o bloqueio de bens de José Carlos Alves Nascimento (PDT), prefeito de Aramari, em razão de ato de improbidade administrativa, por ele não ter provado a aplicação de recursos do Convênio 02/2012, formalizado com os governos estadual e federal para merenda escolar. 

A ação civil pública,  nº 0500182-43.2016.8.05.0004, originária do Ministério Público do Estado da Bahia, é datada de 26 de janeiro de 2016, tramita na 3ª Vara Cível em Alagoinhas e tem objetivo de reparar dano aos cofres públicos. 

Na petição, a promotora Tereza Josilda Freire de Carvalho requer o bloqueio de bens de José Carlos no valor de R$ 320 mil para garantir pagamento de multa, bloqueio de contas bancárias do prefeito, restrição de venda e alienação junto ao Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) de veículos de propriedade do gestor aramariense, bem como restrição de transporte e venda de cabeças de gado registradas em nome do prefeito na Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB). 

Foto: José Carlos (centro) – Facebook

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje