Lula ataca Marina e diz que ex-senadora tem que tomar lições de economia com mais gente

Em entrevista após a solenidade de dez anos do Bolsa Família, o ex-presidente Lula criticou a ex-senadora Marina Silva, que estará na oposição na disputa ao Palácio do Planalto em 2014, afirmando que ela precisa parar de “aceitar com facilidade” lições que estaria tomando na área de economia.

Lula demonstrou especial irritação com a afirmação de Marina e do governador Eduardo Campos (PSB-PE), a quem se aliou em outubro, de que o governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) deu ao país a estabilidade econômica.

“A Marina precisa só compreender o seguinte: ela entrou no governo junto comigo em 2003 e ela sabe que o Brasil tem hoje mais estabilidade em todos os níveis que a gente tinha quando entramos. Herdamos do FHC um país muito inseguro, não tinha nenhuma estabilidade, não tínhamos dinheiro sequer para pagar suas exportações”, afirmou Lula, ao ser questionado sobre a posição da ex-senadora.

“Tínhamos [US$] 37 bilhões de reservas, dos quais 20 bilhões era do FMI [Fundo Monetário Internacional], e hoje a gente tem [US$] 376 bilhões de reservas, mais [US$] 14 bilhões emprestados ao FMI. Tínhamos uma inflação de 12% quando cheguei e tem uma inflação hoje de 5,8%. Então, eu penso que Marina precisa não aceitar com facilidade algumas lições que estão lhe dando. Ela precisa acompanhar com mais gente o que era o Brasil antes de a gente chegar”, acrescentou o petista.

Segundo ele, Marina “deve ter se esquecido” que “em 1998 a política cambial fez esse Brasil quebrar três vezes.”

MARCA

Ao ser questionado sobre qual marca tem o governo de sua sucessora, Lula afirmou que é a da continuidade. “O governo Dilma tem uma marca muito forte e que foi a razão de sua eleição. Dar continuidade ao programa de inclusão social e desenvolvimento que vínhamos fazendo”, afirmou.

O ex-presidente afirmou que nesse momento o melhor que Dilma tem a fazer é governar direito o Brasil e não se preocupar com pré-campanha.

Editoria de Arte/Folhapress

 

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje