Lista do TCM tem nomes de ex-gestores baianos que já morreram

TCM BAHIA LISTA

No país da piada pronta, a lista de nomes de gestores e ex-gestores baianos com contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) oferece uma brecha para algo que está distante de gracejos: a ex-prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim, e o ex-prefeito de Senhor do Bonfim, Paulo Machado, que já morreram, estão na lista como políticos inelegíveis.

Supõe-se que as mortes tenham cessado as possibilidades de candidaturas ou recandidaturas. Portanto, não existe sentido em manter os nomes de Rilza Valentim e Paulo Machado na lista do TCM, entregue ontem ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Mário Alberto Hirs. 

Milhares de leitores, que não têm conhecimento da morte dos dois gestores (certamente existem outros que já morreram), vão colocar ambos no mesmo balaio de tantos gestores com contas rejeitadas e, supostamente, responsáveis por desvios de recursos públicos.

Alagoinhas

O nome de Joaquim Neto (DEM) está na lista. Pré-candidato à Prefeitura de Alagoinhas, ele e sua assessoria precisam explicar as motivações da inclusão (questões formais na prestação de contas ou outros problemas mais graves). 

Neste momento, não é nada bom a exposição do seu nome na lista do TCM. Gera insegurança jurídica. E mais ainda:instabilidade política. 

Quem está vivo, pode ser impactado negativamente. Aos mortos, a prescrição é o mais natural. Eles já não estão neste plano terreno e deveriam merecer mais respeito do TCM. 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje