Justiça concede prisão domiciliar a João de Deus por causa da pandemia de coronavírus

Condenado a quase 60 anos de prisão por crimes sexuais, João Teixeira de Farias, conhecido como João de Deus, teve prisão domiciliar concedida por causa da pandemia de coronavírus. De acordo com informações do G1, a prisão domiciliar foi concedida pela juíza Rosângela Rodrigues dos Santos, da Comarca de Abadiândia.

“Como se vê, embora esteja sendo acusado por fatos de extrema gravidade, o requerente é idoso, acometido por doenças graves, por isso inserido no denominado grupo de risco para infecção pelo coronavírus, principalmente diante das más condições da cela (paredes mofadas, insalubridade) propícia à disseminação da Covid-19”, escreveu a juíza na decisão.

A idade avançada e os problemas crônicos de saúde do condenado, como remissão de câncer, hipertensão e problemas do coração foram um dos motivos dados pelo advogado de defesa de João de Deus, Anderson Van Guarlberto. Segundo a defesa, o cliente seguiu até segunda-feira, 30, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana na capital, aguardando a missão do alvará de soltura.

Coordenador da força-tarefa do Ministério Público de Goiás, o promotor de Justiça Luciano Miranda informou que, assim que tiver acesso ao conteúdo da decisão, vai recorrer.

 

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje