Joseildo defende reforma de regimento da ALBA: “É uma regulação mal feita, caduca e imprecisa”

Depois da aprovação da mudança de um trecho do regimento interno da Assembleia Legislativa da Bahia, da qual foi relator, o deputado Joseildo Ramos (PT), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), criticou o documento atual que rege o trabalho dos parlamentares. Em pronunciamento durante a sessão desta terça-feira (22), o deputado defendeu a reforma do regimento da Casa. “É uma regulação mal feita, caduca, imprecisa, não objetiva e que envergonha a todos”, criticou o parlamentar.

Para o presidente da CCJ, a discussão sem ir ao cerne das questões faz a Assembleia perder uma grande oportunidade, considerando que deputados de oposição e situação já se levantaram contra o regimento interno. Joseildo defendeu a criação de uma comissão para reformular as regras do parlamento baiano. “Desperdiçamos mais uma legislatura e estamos convivendo com um regulamento que não nos interessa e que não espelha a relação que deve existir de justiça perante as pretensões de maioria e minoria”, apontou.

Ele ainda comentou as críticas da oposição sobre a mudança pontual que evita que a pauta seja travada com apresentação de destaques.  “Discutir destaque como objeto e objetivo de levar com a barriga o processo de obstrução? Eu acho que a gente precisa protagonizar momentos mais ricos nessa Assembleia e, infelizmente, estamos perdemos essa oportunidade”, lamentou.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado Joseildo Ramos

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje