Joaquim Neto é entrevistado pelas Forças Empresariais

O prefeito Joaquim Neto, candidato à reeleição pelo PSD, participou nesta quinta-feira (01), da série de entrevistas promovida pelas Forças Empresariais de Alagoinhas (ACIA, SICOMERCIO E CDL), realizada no Hotel Plaza. Durante o evento, as entidades sabatinaram os candidatos ao executivo, sobre temas focados no setor produtivo, mobilidade urbana, equilíbrio fiscal, modernização do setor público e outras questões referentes ao desenvolvimento da cidade.

“Logo que começamos a trabalhar, lidamos com graves problemas decorrentes de dívidas herdadas da administração passada, o que limitou algumas estratégias, mas com medidas de contingenciamento e reestruturação de serviços superdimensionados, ajustamos as contas, transformamos passivos em ativos e iniciamos os investimentos necessários para a nossa cidade”, disse Joaquim Neto, referindo-se ao montante de R$ 32,3 milhões em dívidas, sendo 10 milhões sobre Despesas do Exercício Anterior (DEAs), R$ 4,6 milhões de INSS, R$ 8,3 milhões de restos a pagar e R$ 14 milhões do Serviço Autônomo de Água e Esgoto ( SAAE).

Joaquim Neto também frisou o salto na transparência em seu governo, que alcançou a nota de 9,65, em uma escala de 0 a 10, segundo parecer emitido pelo TCM-BA, em 2019. “Recebemos o município com uma nota 2,2 e hoje estamos entre as cidades mais bem avaliadas do estado. Alagoinhas hoje trabalha com nota fiscal eletrônica e as licitações são feitas por meio de pregões eletrônicos com participação de qualquer empresa do país”.

Para exemplificar os resultados positivos de seu governo na geração de emprego e renda, Joaquim Neto citou a marca histórica para a cidade, que começou 2020 com seu maior número de carteiras assinadas nos últimos 10 anos. “Em 2019, Alagoinhas foi apontada entre os três municípios da Bahia que mais geraram postos formais de trabalho no período de janeiro a novembro, com saldo positivo de 2.811 novas vagas, atrás apenas de Salvador e Camaçari”, informou. “Entre este ano e 2021, adquirimos mais três indústrias, uma delas é a Cervejaria Imperial, com R$1,2 bi de investimentos, o maior já feito no polo industrial de Alagoinhas”,

O prefeito comentou ainda sobre outro fator que favoreceu a expansão da cadeia produtiva local: a conquista, em 2019, da 1° colocação no ranking das cidades baianas que facilitam a abertura de empresas, de acordo com a Receita Federal. A viabilidade demora 1 dia e 6 horas, tempo recorde, em todo o estado.

E para garantir mão de obra qualificada, ele citou cursos profissionalizantes em parceria com o SENAI, programas de capacitação para jovens aprendizes e adultos. “Em 2018 também foram inaugurados o IF Baiano e Faculdade de Medicina, projetos que viabilizamos o sucesso da implantação, e que estão trazendo muitos resultados positivos para o desenvolvimento da região”, afirmou.

Em relação à mobilidade urbana, Joaquim lembrou que assumiu o governo com Alagoinhas sem ordenamento do solo, citando o grande avanço na qualidade de trabalho dos trabalhadores ambulantes, com a inauguração do Shopping Popular, na fluidez no tráfego, com as obras de requalificação de vias, a exemplo da Rua Moreira Rego, em andamento. Já no campo da Segurança Pública, o candidato destacou os investimentos em qualificação da Guarda Municipal, a criação da Patrulha Maria da Penha e o avanço no combate à criminalidade com a implantação do sistema de videomonitoramento em pontos estratégicos da cidade. “Os índices apontam para um quadro preocupante em relação à criminalidade na cidade, mas seguiremos trabalhando na estruturação da Guarda Municipal e estreitando parcerias com outros órgãos de segurança”, disse Joaquim Neto.

 

Fonte: Assessoria de Joaquim Neto

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje