‘Imagens são falsas’, diz Rui Costa sobre vídeo divulgado por Flávio Bolsonaro

Não é o cadáver do miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega que aparece em um vídeo divulgado pelo senador Flávio Bolsonaro (sem partido), nesta terça-feira (18), em seu próprio perfil do Twitter. A informação é do governador Rui Costa (PT), que foi categórico ao afirmar que as imagens não foram feitas no Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro ou de Salvador.

“[As imagens] são falsas. posso garantir que aquilo não é no IML da Bahia ou do Rio. Não são imagens dele. A imagem do corpo tem uma saída de bala nas costas e as costas dele [homem que aparece no vídeo] estão lisas”, disse Rui, na noite desta quarta-feira (19), após evento em Brasília.

Ligado ao filho do presidente, Adriano foi morto pelas polícias baiana e fluminense no início do mês e, desde então, é pauta de briga pública entre os Bolsonaro e a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA). O secretário Maurício Barbosa também comentou as imagens. “Teoria política”, disse ele em vídeo divulgado pela pasta.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a responsabilizar o governador baiano pela morte do miliciano, homenageado por Flávio na Assembleia Legislativa do Rio na época que ainda servia como capitão no Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Também nesta terça, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu em defesa de Rui. Disse que chegou a alertar o governador de que a morte poderia “cair em seu colo”. Lula chegou a dizer que quem tem “motivos para queimar arquivo está no governo federal”.

 

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje