Governo deve arrecadar R$ 20 bi com renegociação de dívidas tributárias

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou nesta quinta-feira que a arrecadação com programas especiais de pagamento de dívidas tributárias superou as expectativas e deve ficar próximo de R$ 20 bilhões. A previsão inicial da Receita Federal era arrecadar até R$ 12 bilhões neste ano com esses programas.

Questionado se a arrecadação havia atingido R$ 20 bilhões, conforme revelou o jornal “Valor Econômico”, Mantega respondeu que “o número ainda está sendo apurado e deve ficar próximo disso”. Ele falou ao chegar à Fazenda após se reunir com a presidente Dilma Rousseff.

A arrecadação extra é relativa a três programas especiais que permitem quitar débitos de empresas como bancos, seguradoras e multinacionais brasileiras. Os recursos são importantes num momento em que o governo enfrenta dificuldade para alcançar a meta de economia de R$ 73 bilhões para pagar juros da dívida pública e ajudar no controle da inflação.

A meta total do setor público para este ano é de R$ 110,9 bilhões, mas Estados e municípios não devem conseguir cumprir sua parte e o governo não se comprometeu a compensá-la.

Os programas especiais de pagamento de dívidas tributárias oferecem descontos de multa e juros e também a possibilidade de parcelamento. Eles foram abertos neste ano a despeito da oposição da Receita Federal que acredita que eles favorecem a sonegação.

 

Fonte: Folha de São Paulo 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje