Funcionário presta queixa à polícia contra presidente da Câmara de Vereadores de Alagoinhas – Exclusiva

NEI 1

As versões são conflitantes, mas os personagens asseguram que têm razão. O fato aconteceu na última sexta-feira (6), no gabinete da presidência da Câmara de Vereadores de Alagoinhas, envolvendo o gestor da Casa, Roberto Torres (DEM), e Orlanei Correia (foto), funcionário do legislativo municipal há 32 anos, exercendo atualmente a função de supervisor de texto legislativo. 

Hoje, Nei prestou queixa na delegacia de polícia. Ele afirmou ao Alagoinhas Hoje que se sente ameaçado. 

Nei alega que ele e mais cinco funcionárias participavam de rodada de negociação salarial com o presidente da Câmara de Vereadores e, em determinado momento, Torres se exaltou e passou a agredi-lo verbalmente, mantendo o dedo em riste na sua direção. A seguir, o presidente o ameaçou, dizendo que mandaria que lhe dessem uma surra, repetindo a ameaça por inúmeras vezes.

Na versão de Roberto Torres (DEM), o funcionário é quem o agrediu, assegurando que tinha elementos para retaliá-lo e, inclusive, o “convidou” para que o embate fosse resolvido na mão (sic). Torres disse ao Alagoinhas Hoje que o desacato aconteceu por conta de solicitação de aumento salarial “bem acima das condições financeiras da Casa”.

Os funcionários da Câmara, segundo o presidente, terão reajuste salarial de 10%, mas funcionários efetivos solicitam enquadramento no plano de cargos e salários, que prevê para o ano de 2016 acréscimo de 26%, índice incompatível com o equilíbrio financeiro do legislativo municipal e fora dos padrões econômicos do Brasil. 

NEI 2

NEI 3

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje