Facebook perde força, mas redes sociais não

Em uma nova análise do uso da mídia social, o Pew Research Center informou ontem que os aplicativos para o envio de mensagens e as novas redes sociais estão ganhando mais rapidamente terreno entre os adultos americanos. O relatório da Pew mostrou que 29% dos adultos usam iMessage, Kik ou WhatsApp.

A tendência cresce em todas as faixas etárias. Os adultos de 18 a 29 anos são os mais adeptos, sendo que cerca de metade deles usa aplicativos para esta finalidade. Entretanto, esses tipos de serviços firmaram-se definitivamente mesmo entre usuários mais velhos: cerca de 25% dos adultos a partir dos 50 anos estão conectados a alguma rede social.

“É importante destacar o surgimento dos aplicativos de mensagens porque estas ferramentas de comunicação atendem a diferentes necessidades sociais em comparação às tradicionais redes sociais online”, disse num comunicado Maeve Duggan, da área de pesquisa do Pew Research Center. “Os dados mostram também a rapidez com a qual um campo de interação já complexo está se tornando mais variado.” As plataformas de redes sociais mais recentes foram as que registraram o maior crescimento – principalmente Instagram e Pinterest, que dobraram suas bases de usuários desde 2012, disse o estudo.

Sites mais antigos apresentaram um crescimento menor. O Facebook, por exemplo, continua sendo o site de mídia social mais popular dos Estados Unidos, mas seu crescimento em relação ao ano passado tem sido bastante escasso, segundo a Pew. No entanto, o site continua mantendo uma forte liderança em relação às outras redes de mídia social: 72% dos americanos adultos online têm uma conta no Facebook. (Segundo a Pew, 71% dos adolescentes também têm contas.)

A redução do crescimento do número de usuários nos sites de mídia social mais antigos nos EUA é um fenômeno conhecido, pelo menos para os que prestam atenção nos resultados destas companhias nos últimos anos. Em termos de crescimento do número de usuários, algumas destas redes – como o Facebook – pode estar se aproximando do seu limite. Isto explica por que tantos sites estão se concentrando no seu crescimento no exterior, bem como na oferta de novos serviços que mantenham os usuários em suas páginas por mais tempo.

Entretanto, embora o Facebook não esteja conquistando usuários com tanta rapidez, é sempre muito usado. O estudo disse que a porcentagem de adultos que consultam o Facebook diariamente se mantém estável em 70%, enquanto 62% deles o fazem mais de uma vez por dia. O Instagram, que pertence ao Facebook, também é um dos mais usados pelos americanos; a Pew informou que 50% dos adultos disseram consultá-lo pelo menos uma vez por dia. Apenas 38% das pessoas disseram que verificam o Twitter diariamente. A pesquisa se baseou em entrevistas realizadas em março e abril com 1.907 adultos de todo o país, por telefones fixos e celulares.

Fonte: O Estado de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje