Estudantes da Escola Professora Luzia Margarida Pinto aprovam “Projeto Violinos”

VIOLINO 1

Trinta estudantes da Escola Municipal Luzia Margarida Pinto, situada no Ponto do Beiju, zona rural de Alagoinhas, que participam do “Projeto Orquestra Jovem de Violinos” , aprovam o trabalho realizado pelo professor Ulysses Leal e estão entusiasmados com as possibilidades e o contato que passaram a ter há três semanas com o instrumento.

Segundo Ana Maria Santos, diretora da unidade, os estudantes estão bastante interessados e a implantação do projeto modificou o comportamento de todos os alunos da escola. “O comportamento dos que participam das aulas de violino melhorou muito e aqueles que querem ingressar no próximo ano também já mudaram suas atitudes”, assegurou a professora, acrescentando que “a escola tem 182 alunos, mas nesta primeira etapa foi possível atender 30 estudantes em três turmas”.

VIOLINO 2

O objetivo, de acordo com a diretora, é ampliar o projeto no próximo ano em função dos bons resultados que já começam a aparecer. “Eles não tinham contato com a música erudita e o projeto está proporcionando a ampliação do conhecimento musical dos 30 estudantes que participam do trabalho coordenado pelo professor Ulysses”, afirmou Ana Maria.

Avaliação

Em conversa com o editor do Alagoinhas Hoje, três estudantes avaliaram positivamente a implantação do projeto na Escola Professora Luzia Margarida Pinto.

VIOLINO 4

Raylan Victor Santos Anunciação, 8 anos, estudante do segundo ano, afirmou que está aprendendo a gostar de música. “Gosto muito das cordas”, disse Raylan, que mora na Fazenda Pedra de Baixo

Queize Bispo dos Santos, 8 anos, que também frequenta a turma do segundo ano, salientou que já conhecia o instrumento, mas nunca havia tido contato com ele. “Gosto do professor e quero aprender muito”, pontuou. A aluna reside na Fazenda Pedra de Baixo.

VIOLINO 3

Álex de Jesus Santos, 11 anos, estudante do quinto ano, disse ao editor do Alagoinhas Hoje que o professor tem paciência e está sempre disposto a ajudar os alunos. “Quando a gente tem dificuldade, ele nos ajuda”, afirmou.

Bastante desinibido e questionando as anotações quase ilegíveis do entrevistador, que para ele estavam erradas, Álex confirmou seu interesse em relação ao novo projeto: “É bom e é melhor aprender”. Ele mora no Ponto do Beiju.

Projeto

O professor Ulysses Leal, em entrevista concedida ao Alagoinhas Hoje, afirmou que o trabalho não está direcionado apenas para a música clássica, mas incluirá ao longo de seu cronograma de atividades canções de artistas nordestinos de grande expressão popular, a exemplo de Luiz Gonzaga, Alceu Valença e Dominguinhos.

Ele projeta ter condições de realizar uma apresentação pública da Orquestra Jovem de Violinos no mês de Dezembro.

Segundo Leal, que tem grande experiência na formação de jovens instrumentistas, a aceitação do projeto pelos professores e estudantes aconteceu em função do poder transformador da música. “A música está sendo usada como instrumento de socialização e para o desenvolvimento cognitivo dos alunos das escolas municipais”, afirmou o professor.

VIOLINO 5

As aulas de violino estão incluídas no Projeto Florescer, que conjuga música, aulas de reforço nas áreas de Matemática e Português, além de outras ações pedagógicas que objetivam melhorar o processo de ensino/aprendizagem.

O “Projeto Orquestra Jovem de Violinos” é resultado da parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (SEDUC) e Fundação ADM.

Aproximadamente 300 alunos participam do projeto nas seguintes escolas municipais: Álvaro Palmeira, Professora Adalgisa Santos, Miguel Calmon, Pedro Furtado,  Uirassu Batista de Assis,  Alagoinhas IV, Isaías Figueredo e Luiza Margarida Pinto.

A equipe de coordenação do projeto – Fernanda Montenegro, Aevlli Galdino e Jueilson Santos – está vinculada ao Incluir Digital.

 

Fotos: Alagoinhas Hoje – Júlio Santos/Maurílio Fontes

 

 

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje