Espaços públicos se firmam como geradores de oportunidades em projeto de dinamização

O projeto de dinamização dos espaços públicos promovido pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) tem garantido bons resultados. O objetivo é gerar oportunidades de entretenimento e negócios em equipamentos administrados pelo órgão estadual, como vem acontecendo na Praça das Artes, no Pelourinho, que foi palco dos ensaios do Cortejo Afro, nesta temporada. O evento, que reuniu artistas e sempre uma animada plateia de baianos e turistas, teve sua última edição antes do Carnaval nesta segunda-feira (20), com participação do cantor Gilberto Gil.

Quem trabalha com arte aprova a proposta de ocupação desses espaços. É o caso do diretor do Cortejo Afro, Alberto Pita, que comemora a temporada na praça, recentemente reformada pelo Estado, e que se torno ponto de encontro dos fãs do grupo. “Foi um período muito bom e proveitoso. Foram 14 edições de ensaios do Cortejo e um começo de ano positivo. Essa parceria entre Governo e sociedade civil é muito importante”, comentou Pita.

A ideia é aplicar o que já é feito com a Praça das Artes a outros locais que também podem ser dinamizados, seja com eventos ou outras intervenções artísticas. Segundo o diretor em exercício do Ipac, Ivan Teixeira, “uma ocupação útil e sadia é o melhor caminho para se preservar o patrimônio e fomentar uma série de iniciativas que poderiam estar adormecidas pela ausência de espaços. Já estamos estudando as potencialidades dos outros equipamentos geridos pelo Ipac para que possam também abrigar projetos” revela Ivan.

O cantor Gilberto Gil também avaliou positivamente a parceria para levar os shows à Praça das Artes. “É mais um atrativo para o público e incentivo para os realizadores. Foi a melhor notícia que podia ter quando soube que o Cortejo ia ocupar essa praça. É um lugar aconchegante, com um formato de concha, encravada no seio do Pelourinho e com um acesso interessante. Certamente, os próximos momentos do Cortejo serão beneficiados por essa passagem pela Praça das Artes”, contou Gil.

Novas parcerias

Além da praça no Pelourinho, o Ipac firmou parceria com o Núcleo de Opera da Bahia (NOP), que utilizará o salão nobre do Palácio da Aclamação para ensaios e apresentações. Há também tratativas avançadas para que outras praças e largos do Pelourinho recebam feiras de alimentos orgânicos e de economia solidária.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia – Foto: Amanda Oliveira/GOVBA

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje