Deputada do PSL é alvo de notícia-crime no STF para apurar ato de racismo

A deputada do PSL Bia Kicis, fiel escudeira do presidente Jair Bolsonaro, é alvo de uma notícia-crime no STF para apurar um suposto crime de racismo de acordo com a coluna do Ancelmo Gois, do site O Globo.

A parlamentar foi denunciada após uma postagem onde ironizou os ex-ministros Sérgio Moro e Henrique Mandetta, colorindo seus rostos de preto e fazendo alegoria ao sistema de cotas. Na denúncia, o ato foi caracterizado como “Blackface”, que consiste em pintar um branco de negro para disseminar estereótipos.

“É triste ver isso. Para mim, não ofende em nada ser caracterizado como negro. Muito pelo contrário. Sou totalmente favorável à campanha da Magazine Luiza. Já era fã da dona Luiza e seria, com orgulho, um garoto propaganda de sua loja”, respondeu o ex-ministro Mandetta ao jornal Estadão à época do ocorrido.

A postagem também foi alvo de críticas do ministro do STF Gilmar Mendes. “O preconceito racial é uma das maiores chagas da nossa tradição colonial. Qualquer iniciativa – seja do Estado ou da iniciativa privada – que vise a reparar a história de segregação da população negra deve ser louvada, jamais achincalhada. Racismo é crime e fomentá-lo também”, escreveu.

 

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje