Criação de empregos formais cai 23,6% até Novembro

A criação de empregos formais somou 1,77 milhão de vagas no acumulado de janeiro a novembro deste ano, com queda de 23,6% frente a igual período do ano passado (2,32 milhões), segundo informou nesta quarta-feira (19) o Ministério do Trabalho, por meio dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Trata-se do pior resultado para o período desde 2009, quando foram abertas 1,68 milhão de vagas formais de trabalho no país.

Naquele momento, a economia brasileira enfrentava os efeitos da primeira etapa da crise financeira internacional, marcada pelo anúncio de concordata do banco norte-americano Lehman Brothers, em setembro de 2008. Para todo este ano, a previsão do Ministério do Trabalho é da abertura de 1,4 milhão de vagas formais.

O governo lembra que tradicionalmente, em dezembro, há mais demissões que abertura de vagas, o que puxa para baixo o resultado. Os números de criação de empregos formais do acumulado deste ano, e de igual período de 2011, foram ajustados para incluir as informações enviadas pelas empresas fora do prazo (até o mês de outubro). Os dados a partir de novembro ainda são considerados sem ajuste. Fonte: Política Livre com G1

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje